Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Domingo - 10 de Maio de 2020 às 05:15
Por: Thiago Andrade/Gazeta Digital

    Imprimir


Depois da repercussão entre os servidores e na população em geral, o governador Mauro Mendes (DEM) autorizou a retirada de pauta da mensagem 50, que eleva o salário dos presidentes de autarquias e fundações de R$ 9.375,00 para R$ 18.250,90. O texto também prevê o pagamento de gratificação a outros servidores como diretores e coordenadores.

Porém, o texto também autorizava o governo a pagar bonificação a servidores de alto escalão da Procuradoria Geral do Estado (PGE). A redação apresentada pelo governo também dava liberdade ao governador para decidir sobre o percentual pago ao servidor efetivo que ocupa uma função de confiança dentro do governo do Estado.


O pedido de vista do deputado Lúdio Cabral (PT) levou o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), a marcar sessão extraordinária para a noite deste sábado (9).

O fato gerou grande discussão nas redes sociais e levou o presidente do Legislativo e o líder do governo, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), a convencer a Casa Civil e o governador a voltar atrás, já que os deputados da base estavam sendo cobrados pelo aumento dos em momento de pandemia e os demais servidores acharam injusto já que estão sem receber a Revisão Geral Anual (RGA) desde 2018.

A sessão extraordinária contou com 22 dos 24 deputados estaduais. Em sua fala, o deputado Dilmar Dal Bosco ressaltou que houve uma construção com o governo e criticou os deputados que são contra à proposta. Segundo ele, houve parlamentar que pegou o celular para gravar vídeo falando do projeto, sem trabalhar pela construção de uma alternativa para a Mensagem 50.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/435596/visualizar/