Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Quarta - 09 de Junho de 2021 às 22:48
Por: Jacques Gosch e Bárbara Sá/RD News

    Imprimir


Aadvogada de 32 anos, que atua como assessora parlamentar do deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), agredida no seu local de trabalho na tarde de ontem (08), identificou a autora das agressões em depoimento prestado na Coordenadoria Militar da Assembleia na manhã desta quarta (09). Trata-se de uma mulher de 34 anos, solteira, desempregada em com problemas psicológicos.

No boletim de ocorrência, a vítima relatou que foi agredida fisicamente com puxões de cabelo e que teve uma chave arremessada em sua direção. Além disso, foi difamada pela suspeita que a xingou de “comissionadinha de merda” e mandou estudar e parar de “abrir as pernas para os deputados”.

Segundo o BO, a agressora também danificou garrafas térmicas de café da recepção do gabinete. Durante a confusão, ela disse “ser auditora do Estado e casada com um delegado de polícia”, o que não corresponde à realidade.

No depoimento, a vítima relatou que a agressora mora no mesmo prédio que seu irmão. Além disso, informou que a mulher perdeu os pais recentemente e costuma ter surtos que a deixam agressiva.

O segurança saiu alguns minutos para tomar água ou ir ao banheiro e ela aproveitou para entrar. Infelizmente, o episódio lamentável aconteceu. A partir de hoje, a catraca foi reativada e somente servidores com o crachá podem acessar as dependências da Casa por aquele ponto

Coronel Henrique

O BO registrado pela PM pelos crimes de difamação, injúria e dano foi encaminhado à Polícia Civil. A vítima, que é casada, manifestou interesse em representar contra a agressora na Justiça sob a alegação que o episódio causou danos à sua imagem por ter ocorrido no local de trabalho e por ter gerado comentários de ter sido motivado por caso extraconjugal.

Falha na Segurança

A agressora entrou nas dependências da Assembleia pelo Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros.Com isso, conseguiu acessar o gabinete de Xuxu Dal Molin sem se identificar na recepção, fornecendo nome e número de documento para ter a passagem liberada nas catracas.

O coronel Henrique, comandante da Coordenadoria Militar da Assembleia, explicou que existe uma catraca eletrônica no ponto onde a agressora acessou o Palácio Dante Martins de Oliveira. No entanto, está desativada a pedido da Qualivida (setor de Saúde da Assembleia) por conta do funcionamento do polo de vacinação contra a Covid-19 no estacionamento.

Entretanto, o coronel Henrique afirma que um segurança está permanentemente no local. Mas pontua que a agressora esperou que o servidor deixasse o posto por alguns instantes para entrar na Casa.

“O segurança saiu alguns minutos para tomar água ou ir ao banheiro e ela aproveitou para entrar. Infelizmente, o episódio lamentável aconteceu. A partir de hoje, a catraca foi reativada e somente servidores com o crachá podem acessar as dependências da Casa por aquele ponto”, disse o oficial ao .





Notícias Relacionadas


Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/443788/visualizar/