Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Variedades
Terça - 22 de Junho de 2021 às 18:52
Por: Por Leandro Agostini, Centro América FM

    Imprimir


Apaixonados por fusca mantém relíquias em Cuiabá — Foto: Divulgação
Apaixonados por fusca mantém relíquias em Cuiabá — Foto: Divulgação

No Dia Internacional do Fusca, comemorado nesta terça-feira (22), os donos dessas relíquias em Cuiabá falam sobre a paixão pelo veículo. O fusca já teve o apelido de 'o carro do povo', e o modelo foi o mais vendido em toda a história automotiva entre 1938 e 2003.

Os motoristas afirmam que quem tem um fusca não quer largar mais. José Inácio, de 4 anos, também é apaixonado pelo fusca do pai.

“Pretendo ficar com ele até o final da vida. Demos até um nome a ele: Jeremias. Sempre vou a Goiás, deixo até outros carros mais modernos para fazer um passeio de fusca com a família”, contou o empresário Ivanio Inácio .

Fuscas de todas as cores circulam em Cuiabá — Foto: Divulgação

Fuscas de todas as cores circulam em Cuiabá — Foto: Divulgação

Quando foi lançado, o fusca era equipado com motor refrigerado a ar, sistema elétrico de seis volts, câmbio seco de quatro marchas, que até então só se fabricavam carros com caixa de câmbio até três marchas. Logo depois, o nome ganhou inúmeras variantes, como carocha, coccinelle, escarabajo e outros.

No Brasil, o carro começou a ser fabricado em 1950. Cerca de 16 anos depois foi fabricado o fusca da geóloga Bruna Pajanoti, ela chama ele de 'Toninha'. Um fusca verde com rodas originais e ar condicionado.

“Está na família há 30 anos. Ele foi todo refeito. Não é uma restauração, mas eu reformei, tentando manter o máximo de originalidade”, explicou.

Apaixonados por carros personalizam fuscas em Cuiabá — Foto: Divulgação

Apaixonados por carros personalizam fuscas em Cuiabá — Foto: Divulgação

E tem quem gosta de customizar o veículo. É o caso do fusca ano 1980 do Edvaldo Vieira de Souza. Ele foi transformado em um carro conversível, deu trabalho, mas valeu a pena, segundo ele.

“É um fusca anos 80. Na época já comprei ele com a intenção de corta-lo e fazer um conversível, porque era minha vontade”, disse.

Fusca foi o carro mais vendido entre 1938 e 2003 — Foto: Divulgação

Fusca foi o carro mais vendido entre 1938 e 2003 — Foto: Divulgação

Uma coisa que o fusca deixa a gente fazer é moldar ele conforme a personalidade de cada pessoa. E se tem um fusca que tem historia é o 'Le Pepino', da agrônoma da Manoela Albino.

“É um fusca dos primeiros ganhadores da loteria, em São Paulo. A dona dele foi uma miss. Parte do dinheiro foi usado para fazer uma fábrica de tecido e a outra parte para tentar salvar a vida da modelo Débora, mas infelizmente ela faleceu. O carro ficou parado por 30 anos, e um tempo depois eu comprei. É a grande paixão da minha vida”, contou.

Mundialmente o Dia do Fusca é comemorado no dia 22 de junho, isso porque foi quando Ferdinand Porsche assinou o contrato que deu início ao desenvolvimento e fabricação do modelo, em 1934.

Desde então, motoristas de todo mundo aprenderam a dirigir em um fusca.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/444106/visualizar/