Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Meio Ambiente
Segunda - 06 de Setembro de 2021 às 13:13
Por: José Lucas Salvani/Olhar Direto

    Imprimir


Em busca da preservação, a Sinop Energia, empresa responsável pela operação da Usina Hidrelétrica de Sinop (UHE Sinop), já plantou mais de 150 mil mudas em cerca de 250 hectares no entorno do reservatório da usina, área correspondente a cerca de 250 campos de futebol. Por meio do Programa Básico Ambiental (PBA), o objetivo é o reflorestamento de um total de 3 mil hectares da Área de Preservação Permanente (APP) durante os próximos 10 anos.

O gerente de meio ambiente da Sinop Energia, André Vasques, alerta para a importância da preservação da vegetação nativa das margens do lago da usina. No último domingo (5), foi comemorado o Dia da Amazônia.

"A preservação da mata ciliar é fundamental para a saúde do reservatório e a boa qualidade da sua água. As queimadas, o desmatamento, o despejo irregular de lixo e a ocupação irregular da APP, localizada na nascente e margem do lago da usina, podem resultar em processos erosivos, causar assoreamento e até comprometer a qualidade de água e a população de espécies nativas", alerta o Gerente.

A APP ao redor da represa possui, entre outras funções, a de preservação dos recursos hídricos, estabilidade geológica e proteção do solo. Por isso, as construções irregulares resultam não só em danos ambientais, mas acabam interferindo no próprio nível do reservatório e em seu potencial hidráulico.

As ações que integram o PBA da Sinop Energia foram elaboradas em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que realizou as proposições técnicas de onde e como plantar, bem como zelar pela preservação desse reflorestamento. O trabalho foi iniciado em julho de 2020, com o plantio, cultivo e monitoramento de 30 espécies típicas da Floresta Amazônica, provenientes do viveiro de mudas da UHE Sinop. As principais plantas são frutíferas, medicinais e com potencial silvicultural, como Cajueiro, Guarantã, Ipês, Copaíba, Sucupira, Champagne, Jatobá, Jutaí-mirim, Ingá-mirim, Mamoninha-do-mato, Mandiocão e Angelim, entre outras.

André Vasques lembra a importância da participação da população local na fiscalização e denúncia de queimadas, desmatamentos irregulares e ocupações irregulares na Área de Preservação Permanente. "É importante que a população do entorno do reservatório nos ajude a preservar o lago, denunciando qualquer atividade irregular aos órgãos públicos competentes, contatando a Sinop Energia no escritório da empresa (Av. dos Flamboyants, 684, Sinop) ou por meio do telefone geral (66) 3520-9500. O reservatório da usina não é só para geração de energia", completa Vasques.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/446196/visualizar/