Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 15 de Junho de 2012 às 13:24

    Imprimir


Repasse de parcela única no valor de R$ 28,08 milhões foi autorizado pelo Ministério da Saúde para que 1.389 municípios, de 24 Estados, ampliem oferta de exames de pré-natal e adquiram testes rápidos de gravidez. A previsão é que mais de 557 mil gestantes sejam beneficiadas através dos investimentos.

"Essas medidas buscam garantir acolhimento e captação precoce da gestante, além de ampliar o acesso aos serviços de saúde e melhorar a qualidade do pré-natal", disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Ele destacou que o diagnóstico rápido de gravidez permite à mulher iniciar o pré-natal tão logo a gestação seja confirmada.

Para a ampliação dos exames foram destinados R$ 27,7 milhões e, aos testes rápidos de gravidez, R$ 301,3 mil. Este tipo de exame foi incluído no Sistema Único de Saúde (SUS) por meio da Rede Cegonha, assim como os testes rápidos de sífilis e HIV. O pré-natal pelo SUS hoje oferta 23 exames, sendo que 14 destes foram inseridos através da Rede Cegonha.

O teste rápido de gravidez mostra o resultado cerca de cinco minutos após ser realizado, enquanto os exames convencionais levam de 24 horas a cinco dias. Segundo a coordenadora da área técnica de Saúde da Mulher, do Ministério da Saúde, Esther Vilela, esse tipo de teste também é importante para as adolescentes que procuram as unidades de saúde. "É uma oportunidade para que a equipe de saúde converse e oriente estas adolescentes", observou ela. "Caso o resultado do teste seja negativo, a equipe deverá encaminhar a paciente ao planejamento reprodutivo e reforçar a orientação sobre o uso de métodos contraceptivos", acrescentou a coordenadora.

Todos os Estados do País já aderiram à estratégia da Rede Cegonha, esquema de cuidados que tem por objetivo assegurar à mulher o direito ao planejamento reprodutivo, bem como atenção humanizada durante a gravidez, o parto e após o nascimento do bebê. A rede também busca conceder às crianças o direito ao nascimento seguro e ao desenvolvimento saudável.

A lista dos municípios beneficiados pela verba anunciada pode ser conferida na portaria nº 1.222, publicada na última quinta-feira.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/49256/visualizar/