Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Domingo - 02 de Dezembro de 2007 às 16:35

    Imprimir


SÃO PAULO - Apontada pela pesquisa Datafolha como a candidata mais forte do PT para disputar as próximas eleições presidenciais, a ministra do Turismo e ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, disse que é muito cedo para falar neste assunto. "Não tem nenhum sentido fazer pesquisa três anos antes (as eleições serão em 2010). Isso eu aprendi na política, ela é conjuntura, o momento. Muitas vezes não significa nada um ano, seis meses antes", disse.

Para a ministra, a pesquisa, que também apontou uma rejeição de 65% dos entrevistados a um eventual terceiro mandato presidencial, é muito positiva para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Isso mostra que 65% dos entrevistados concordam com o presidente (quando diz que é contra o terceiro mandato). Fiquei muito satisfeita", disse.

Marta lembrou que o resultado da pesquisa ainda mostra que a população reconhece o governo, pois 50% dos entrevistados o consideram bom ou ótimo. "Acho que a estabilidade financeira, a massa salarial e o controle da inflação fazem o governo ser muito bem avaliado", emendou.

Trajando as tradicionais cores do PT, a ministra chegou cedo ao diretório do bairro de Pinheiros, na zona oeste da capital, para votar em seu candidato à presidência do partido. Sem revelar seu voto, ela disse que o grande desafio da nova diretoria será fazer com que os petistas voltem a ter uma maior participação nas atividades do partido. Além disso, Marta disse ainda que o PT deve buscar união, independência e iniciar os preparativos para as próximas eleições presidenciais, em 2010.




Fonte: AE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/195977/visualizar/