Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Polícia Brasil
Quinta - 25 de Outubro de 2007 às 07:09

    Imprimir


Um menor foi seqüestrado por engano na última segunda-feira, por volta das 22h, na região do Distrito Industrial, em frente a uma indústria de alimentos. C.A.R.S, de 17 anos, saia da empresa onde fazia bicos como varredor de carretas, junto com mais uma pessoa, reconhecida como Patrício Firmino Rodrigues, de 24 anos, apelidado de “Tição”, quando, segundo investigações da Divisão de Inteligência da Polícia Civil, os dois teriam sido abordados por elementos armados e forçados a entrar no carro, um Corsa Sedan prata, placa AOZ-4611, de Paranaguá (PR).

A mãe do menor, Rosineide Rodrigues, teria ficado preocupada com a demora do filho, desesperada depois de várias tentativas de ligar para o celular dele e resolveu registrar o boletim de ocorrência no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), às 02h58 da madrugada. Rosineide não achou normal a demora do garoto, já que, segundo ela, o menor é uma pessoa muito tranqüila e trabalhadora, além de nunca ter tido inimizades com ninguém.

Os investigadores de polícia realizaram buscas na terça-feira para tentar encontrar os suspeitos e chegaram até uma casa na rua Curió, no Parque Universitário. A casa seria de um homem chamado Danilo. No local foi encontrado o carro utilizado no seqüestro. Uma mulher que estava na casa teria dito que os suspeitos deixaram o carro na terça-feira pela manhã. Segundo ela, eles estavam nervosos quando chegaram à residência, pegaram outro carro e foram embora.

A polícia descobriu que um dos suspeitos, cujo nome ainda não foi revelado, é sócio do Danilo no carro e colega de trabalho dele em uma empresa de transportes. Danilo ainda não foi encontrado e segundo a mulher que atendeu os investigadores ele estaria viajando.

O Delegado da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa, Antônio Carlos de Araújo, disse que tudo indica que o menor teria sido levado por engano. Em depoimento, um rapaz chamado Lucas Conceição, de 19 anos, afirma que seria ele quem os bandidos pretendiam levar. Ele contou que junto com Patrício Rodrigues, o Tição, praticava alguns furtos naquela região. Patrício, que saiu da Cadeia Pública em agosto de 2006, tem várias passagens pela polícia por praticar pequenos furtos.

Lucas afirmou ainda que cinco dias antes do seqüestro teria sofrido uma tentativa de assassinato. Ele estava na rua quando um carro passou por ele e disparou seis tiros, nenhum chegou a atingi-lo. Araújo disse que a polícia não tem pistas dos suspeitos, mas as investigações irão continuar para que eles sejam presos. Testemunhas que estavam no local teriam visto quando os bandidos chegaram e levaram os rapazes à força. O delegado irá pedir ajuda do corpo de bombeiros para a realização das buscas pelas vítimas. Ainda não está descartada a possibilidade de eles estarem mortos.





Fonte: Diário Regional

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/201492/visualizar/