Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Terça - 17 de Abril de 2007 às 18:37

    Imprimir


A Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar) recalculou o tamanho dos fundos de pensão em relação ao PIB (soma das riquezas do país), após a revisão das Contas Nacionais pelo IBGE. O balanço de janeiro, divulgado hoje, mostra que os ativos totais dos fundos representam 16,4% do PIB brasileiro, ante 16,1% no final de 2006. Na estimativa anterior da entidade, os ativos eram equivalentes a 18% do produto nacional.

O balanço publicado hoje mostra que os ativos dos fundos de pensão atingiram R$ 381 bilhões em janeiro deste ano ante R$ 374,7 bilhões em dezembro de 2006 e R$ 333 bilhões no primeiro mês do ano passado. De acordo com a associação, houve um crescimento médio do patrimônio total de de 1,27% por mês nos 12 meses.

A carteira de investimentos totalizou R$ 358,59 bilhões em janeiro. O balanço desse mês mostra que as entidades fechadas de previdência complementar reduziram sua exposição em ações (de 21% da carteira total para 20,6%); mas aumentaram suas aplicações em fundos de renda variável (de 11,9% para 12%) e em renda fixa (de 44,9% para 45,3%). Ainda de acordo com a Abrapp, a participação dos títulos públicos no montante total caiu de 12,5% para 12,4%.

A Abrapp reúne 275 fundos de pensão, que em janeiro pagaram mais R$ 1,3 bilhão em aposentadorias e demais benefícios somente em janeiro.





Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/231876/visualizar/