Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 07 de Junho de 2006 às 08:29
Por: Marcondes Maciel

    Imprimir


A 42ª Exposição Internacional Agropecuária, Comercial e Industrial de Cuiabá (Expoagro), que será realizada no período de 13 a 23 de julho, deverá registrar este ano crescimento em comercialização e público, apesar da crise do agronegócio.

A expectativa da Associação dos Criadores do Estado (Acrimat) é de incremento entre 10% e 20% em público e de pelo menos 10% em faturamento com leilões e bilheteria. Se esta previsão se confirmar, o público poderá ultrapassar a 300 mil pessoas e, o faturamento, R$ 13 milhões, segundo o diretor tesoureiro da Acrimat, Júlio Rocha.

No ano passado, a comercialização só com os leilões -- que concentra o maior volume de transações em moeda durante a feira -- atingiu a cifra de R$ 9,07 milhões e, o faturamento total, chegou a quase R$ 12 milhões. O público total chegou a 270 mil pessoas durante os 10 dias do evento, com uma média de 27 mil pessoas/dia.

O presidente da Acrimat, Jorge Pires, diz que o clima é de otimismo entre os organizadores e futuros expositores da feira e, apesar das dificuldades que afetam a pecuária, todos planejam incrementar seus negócios no evento deste ano. “Acho que o momento sinaliza um quadro de melhora para os próximos meses e a Expoagro será uma boa oportunidade para mostrarmos que temos competência e podemos dar resposta a qualquer crise”, argumenta Pires.

Segundo ele, o interesse dos expositores pela Expoagro deste ano é claro. “Já vendemos 50% do espaço físico da feira e, com a divulgação do evento a partir de agora, esperamos atrair mais expositores e concluir a venda de todo o espaço ainda este mês”, prevê.

De acordo com o presidente da Comissão de Animais da Acrimat, Marcos Tenuta, a procura pelos leilões foi antecipada este ano. “Já estão confirmados 23 leilões e a agenda está praticamente cheia para o evento deste ano”, completa.

O presidente da Acrimat acredita que a feira deste ano será melhor do que a de 2005 em todos os aspectos, desde os rodeios e atrações artísticas até aos leilões de animais e comercialização geral nos estandes e demais segmentos da feira.

“Os preços dos ingressos na bilheteria foram mantidos e o número de shows foi aumentado neste ano”, diz, informando que no dia 17 (segunda-feira) os portões serão abertos para o público, como é tradição da feira.

Na abertura oficial, marcada para o dia 13, serão cobrados ingressos de R$ 5 e R$ 10, já que será apresentado o show com o cantor Daniel. O público pagará ingresso mais caro (R$ 7 e R$ 15) apenas nos shows de Bruno e Marrone (21/07) e d’O Rappa, dia 22. Nos demais shows -- Christian & Ralf (14), Falamansa (15), Tradição (16) e João Bosco & Vinicius (23) -- serão cobrados ingressos normais de R$ 5 (meia e estudante) e R$ 10.

Além de promover o intercâmbio entre compradores e vendedores nos mais diversos segmentos, a Expoagro tem por objetivo dar um novo alento ao agronegócio, que passa por crise e precisa ser revitalizado.

O secretário de Desenvolvimento Rural do Estado, Cloves Vettorato, lembra que a Expoagro é também uma oportunidade para se discutir os novos rumos da pecuária. “Temos o maior rebanho do país e precisamos apenas investir em novas tecnologias e na melhoria do padrão genético para sermos reconhecidos mundialmente”, destaca.





Fonte: Diário de Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/296328/visualizar/