Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quinta - 21 de Abril de 2005 às 15:14

    Imprimir


Washington - O presidente do Federal Reserve dos Estados Unidos, Alan Greenspan, advertiu nesta quinta-feira que o panorama do déficit fiscal não melhorará a menos que o Congresso tome medidas para corrigir o desequilíbrio do orçamento. Em seu depoimento ante o Comitê de Bancos do Senado, Greenspan disse que a iminente entrada na fila dos aposentados dos nascidos entre 1945 e 1964 realça a necessidade de ações firmes.

"Temo que já prometemos a esta geração, em seus anos de retirada, mais recursos que os que nossa economia tem capacidade de dar", afirmou.

A advertência de Greenspan sobre a carga de déficit e das aposentadorias coincidiu com novos dados sobre um maior pessimismo dos americanos sobre a situação econômica, assim como indicadores que apontam para um crescimento desigual.

Segundo uma pesquisa publicada hoje pelo diário "The Washington Post" e a rede ABC de televisão, 48% dos adultos entrevistados acha que a situação econômica está piorando, contra 34% que opina que permanece a mesma.

Além disso, o índice de indicadores sobre crescimento elaborado pelo grupo empresarial Conference Board mostrou hoje um diminuição de 0,4% para março, após aumentos em três dos quatro meses anteriores.

"A economia dos EUA teve um desempenho sólido em 2004 e, no que vai deste ano, a atividade parece crescer a um ritmo razoavelmente bom", disse Greenspan aos senadores. "No entanto, o panorama econômico positivo a curto prazo ocorre contra um cenário de fundo de preocupação pelas perspectivas do déficit federal, especialmente a longo prazo", acrescentou.

O orçamento do governo "teve no período fiscal 2004 um déficit equivalente a 3,5% do Produto Interno Bruto, e a dívida federal, como percentagem do PIB, cresceu notavelmente desde 2001", completou Greenspan.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/344514/visualizar/