Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quinta - 10 de Junho de 2004 às 12:32
Por: Jonas Da Silva

    Imprimir


A Coca-Cola Brasil, a franquia da empresa no Estado, Renosa e o Governo de Mato Grosso inauguram na próxima segunda-feira (14), às 12 horas, na sede da Prosol, em Cuiabá, o Restaurante Comunitário “Prato Popular”, iniciativa da empresa em todo o Brasil. O restaurante vai fornecer refeições a preços populares aos carentes previamente cadastrados pela Prosol e pela Secretaria de Emprego, Trabalho e Cidadania (Setec).

Estarão presentes na inauguração, além do governador Blairo Maggi, a secretária de Trabalho, Emprego e Cidadania, Terezinha Maggi, o presidente da Prosol, Sílvio Fidélis e secretários da área social do governo.

Pela Coca-Cola, participarão o presidente da franquia no Estado, Renosa, Ricardo Torres de Mello, e os diretores, Eduardo Simbalista, do Instituto Coca-Cola de Educação, Rodrigo Caracas, diretor jurídico da empresa, além dos diretores da Brasil Telecom, Café Brasileiro e do Restaurante Verde Vale.

A parceria marca a sintonia da Renosa com a estratégia de inclusão social do Governo de Mato Grosso. O restaurante vai servir diariamente 300 refeições a pessoas cadastradas pela Prosol e pela Setec, das 11 horas às 13 horas, na Rua Baltazar Navarro, 567, no Bairro Bandeirantes, em Cuiabá.

Segundo o Gerente de Relações Externas da Coca-Cola, Nilson Tagliari, o projeto é prova concreta da responsabilidade social da empresa, dos parceiros e do governo do Estado. O projeto, completa o tripé dos programas sociais da Coca-Cola e da Renosa. Na medida em que a empresa já atua com o Programa Coca-Cola de Valorização do Jovem (PCCVJ), na área da educação, para combater a evasão escolar; com o “Projeto Reciclou, Ganhou”, no recolhimento de garrafas vazias de PET de refrigerantes e de água e lata de alumínio, na preservação ambiental; e agora com o Restaurante Comunitário “Prato Popular”, com oportunidade de refeições à população de baixa renda.

“Atualmente, com a gestão do governador Blairo Maggi, Mato Grosso e os empresários dão prova de que se pode buscar a solidariedade como política estratégica para a população de baixa renda”, afirmou. “O Prato Popular” faz parte da política de inclusão social.

O Restaurante Comunitário “Prato Popular” foi uma contribuição da direção da Coca-Cola no Brasil ao chamado do empresariado para contribuir com o programa Fome Zero do Governo Federal, na união do setor privado ao principal programa social da atual administração.

A idéia inicial do “Prato Popular” foi formatada no ano passado, pela franquia da Coca-Cola de Porto Alegre, a Vonpar, onde foi inaugurado no Brasil o primeiro restaurante com 320 refeições servidas diariamente. Com o sucesso do projeto de inclusão social, a proposta foi referendada pela direção da empresa para ser aplicada em todo o Brasil.

Em colaboração com parceiros regionais e franquias, o restaurante já foi lançado este ano nas capitais Belo Horizonte (com 300 refeições) e Manaus (500 refeições). Fortaleza, Recife e João Pessoa serão as próximas cidades a receber o Restaurante Comunitário “Prato Popular”.

Refeições O Restaurante Comunitário “Prato Popular”, a ser inaugurado pela Coca-Cola, Renosa e seus parceiros, vai fornecer ao preço simbólico de R$ 1,00 o total de 300 refeições diariamente a pessoas previamente cadastradas pela Prosol e pela Setec.

A diferença entre o valor cobrado pela refeição e o seu custo fica a cargo da Coca-Cola e dos seus parceiros. O cardápio inclui arroz, feijão, carne, uma guarnição e um copo de refrigerante, com média total de 1.500 calorias e 20 gramas de proteína. O Verde Vale fará a refeição na cozinha industrial da Coca-Cola, em Várzea Grande.




Fonte: Secom-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/381064/visualizar/