Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 28 de Maio de 2004 às 16:14
Por: Carolina Miranda

    Imprimir


“Para que haja um trabalho eficaz no controle da malária em Mato Grosso, é necessária a sensibilização de todos os gestores municipais para dar suporte as ações de vigilância”. Esta afirmação foi dada pela coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde (Ses), Beatriz de Castro, durante o I Encontro Estadual da Malária que aconteceu entre os dias 24 e 26.05. O evento foi realizado no Hotel Mato Grosso Palace, em período integral.

Na opinião de Beatriz de Castro o encontro contou com a participação de 100% dos responsáveis técnicos dos 14 escritórios regionais dos municípios prioritários. “Conseguimos obter resultados satisfatórios para resolução de diversos fatores que implicam na obtenção de resultados positivos”, declarou Beatriz.

Em Mato Grosso há 1.409 casos notificados de Malária. Dentre os municípios de maior incidência da doença estão Juruena, Aripuana, Castanheira, Colniza, Sinop, Juina, Marcelandia, Brasnorte, Vila Rica, entre outros.

As principais dificuldades encontradas para controle da malária em Mato Grosso são a existência de assentamentos sem infra-estrutura, reabertura desordenada de garimpos, alta rotatividade dos trabalhadores de combate as endemias, uso indevido dos medicamentos, entre outros. A partir dessas dificuldades, foram discutidos no encontro os objetivos para erradicação da doença. Dentre as propostas estabelecidas para 2004 estão detecção precoce dos casos, acompanhamento do tratamento nos municípios prioritários, capacitação das equipes de saúde da família, articular com atenção básica e educação em saúde para maior participação das equipes locais no controle das endemias, entre outros.

De acordo com a gerente de Vigilância Epidemiológica, Maria de Lourdes Giardian uma das principais dificuldades que o estado possui para acompanhamento dos casos é a demora no repasse das informações o que dificulta a análise correta dos casos registrados em cada município. ”Este encontro teve como principal objetivo conscientizar os responsáveis técnicos para importância desse repasse”, afirmou Maria de Lourdes.

De acordo com dados do Ministério da Saúde cerca de 2.4 bilhões de pessoas em todo mundo estão expostas ao risco de contrair a doença. Existem aproximadamente 500 milhões de casos em todo mundo, com mais de um milhão de óbitos.

Todos os municípios vão receber apoio técnico, infra-estrutura e capacitação tanto do Governo do Estado como do Ministério da Saúde. Serão investidos mais de R$ 5 milhões no controle da doença. A Secretária de Estado de Saúde (Ses) pretende intensificar atividades de controle principalmente na Atenção Básica.




Fonte: Secom - MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/382406/visualizar/