Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Domingo - 11 de Abril de 2004 às 11:48
Por: Anderson Pinho

    Imprimir


A verificação de controle e qualidade de água também ocorre nas escolas municipais/estaduais/privadas, igrejas, associações e outras entidades que apresentam grande fluxo de público. Das 30 amostras realizadas, diariamente, 15 são feitas em unidades escolares. Das análises feitas em escolas e creches são os que mais apresentam problemas de qualidade de água, ocasionados pela falta de limpeza dos reservatórios e dos bebedouros de água.

"Sou professor e já fui diretor de escola e sei das dificuldades de manter uma estrutura higienizada. Há casos em que a escola fica fechada, mas adolescentes pulam o muro e tomam banho na caixa d"água e fazem "xixi" ali mesmo", afirma técnico da URCQA/Funasa, Paulo Roberto de Jesus Robles. Em outros casos, a contaminação do bebedouro é feita pelos próprios alunos, de forma involuntária, quando deixam o banheiro. "Eles vão para o bebedouro sem lavar as mãos", destaca Robles.

Em uma análise da qualidade da água feita em uma creche municipal constatou-se a presença de 21 coliformes no bebedouro e 15 no reservatório. Em outra análise feita em uma instituição de capacitação do Estado, o fiscal de saneamento encontrou 20 coliformes no bebedouro e um confluência (número incontável de coliformes) no reservatório. Para ele, mais difícil do que ter água de qualidade é manter a água própria para o consumo.

Em Cuiabá, 95% dos bairros recebem água tratada. São mais de 135 mil unidades consumidoras.(AP)




Fonte: A Gazeta

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/386432/visualizar/