Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Terça - 23 de Novembro de 2021 às 15:32
Por: Wesley Santiago/Olhar Direto

    Imprimir


Levantamento feito pela Concessionária Rota do Oeste, aponta que uma viagem é interrompida a cada duas horas por falta de combustível, na BR-163. Com a crise financeira pela qual passa o país atualmente, subiu a porcentagem de condutores que sofrem pane seca no trecho de concessão.

Vale lembrar que o condutor que fica parado por falta de combustível comete uma infração de trânsito média, segundo o Código Brasileiro de Trânsito (CTB).



De 1º de janeiro a 31 de outubro de 2021, a Rota do Oeste atendeu 3.276 ocorrências por pane seca, 18,5% a mais que no mesmo período de 2020, quando foram registrados 2.764 atendimentos no trecho de 850,9 quilômetros sob concessão em Mato Grosso.



O gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, relata que refletem nesse cenário fatores, como a falta de programação da viagem, a distância entre os postos de combustíveis em algumas regiões da BR-163, o desconhecimento sobre a autonomia do veículo ou mesmo a falta de manutenção veicular, que resulta na ineficiência do marcador de bordo.



Outro fator importante identificado, de acordo com relato de motoristas atendidos pela Concessionária, é relacionado à tentativa de economizar no momento do abastecimento. “Muitos motoristas relatam que estavam tentando encontrar um preço melhor no próximo posto, mas o tanque acabou secando”, comenta Ferreira.



Embora a economia seja importante, a segurança não pode ficar de lado. Um veículo parado na pista representa uma barreira e pode terminar atingido por outro condutor. Para prevenir que isso ocorra, a recomendação aos motoristas é que não adiem o abastecimento, se informem sobre os pontos de abastecimento e tenham conhecimento sobre o consumo médio do veículo.



Atendimento



Caso tenha algum problema no trecho sob concessão da BR-163, o motorista pode acionar a Concessionária pelo 0800 065 0163. O serviço é custeado pelo valor arrecadado nas tarifas de pedágio. No canal, o motorista também obtém informações sobre os postos de combustíveis, facilitando a programação da viagem.



Infração


De acordo com o CTB, ter seu veículo imobilizado na via por falta de combustível é considerado infração média, que prevê multa de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).




Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/448559/visualizar/