Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 20 de Maio de 2011 às 18:09

    Imprimir


As projeções de juros ficaram praticamente estáveis nesta sexta-feira, depois de o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) não ter mudado as apostas do mercado em relação à política monetária. No call das 16h, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2012 projetava 12,31%, de 12,30% no ajuste da véspera véspera. O DI janeiro de 2013 estava em 12,54%, frente a 12,53%.

 

 

 

 

 

O IPCA-15 subiu 0,70% em maio, após alta de 0,77% em abril e previsão mediana de analistas consultados pela Reuters de 0,75%. A taxa em 12 meses subiu 6,51%.

 

 

 

 

 

"Para os próximos meses, a inflação deve seguir trajetória de arrefecimento mais palpável na margem, porém com núcleos ainda pressionados", comentou a Rosenberg & Associados em relatório.

 

 

 

 

 

O mercado aposta na desaceleração da inflação mensal no curto prazo mas aumento na taxa acumulada em 12 meses, por conta da base baixa de comparação do ano passado, com o IPCA devendo fechar o ano bem perto do teto da meta.

 

 

 

 

 

"Acreditamos que a economia brasileira provavelmente continuará crescendo em ritmo firme e a inflação provavelmente vai acelerar até o final do ano", afirmou Flávio Serrano, economista sênior do Espírito Santo Investment Bank em relatório.

 

 

 

 

 

Nesse cenário, os investidores veem mais dois aumentos na taxa Selic, de 0,25 ponto percentual cada. Há pouco, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que teremos redução gradativa da inflação daqui para frente, sem fugir da meta. "A inflação está controlada", disse ele.

 

 

 

 

 

Na segunda-feira, os investidores estarão de olho no relatório Focus, para ver se haverá novo recuo na previsão de inflação, assim como ocorreu nas últimas semanas.




Fonte: Reuters

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/91034/visualizar/