Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Sexta - 15 de Janeiro de 2010 às 10:29
Por: Patrícia Sanches

    Imprimir


Patrícia Sanches
Neuci Capitani (DEM) diz que violência está concentrada na zona rural onde há conflitos nos garimpos e assentamentos
Neuci Capitani (DEM) diz que violência está concentrada na zona rural onde há conflitos nos garimpos e assentamentos

Com 4 mil quilômetros de estradas, sendo apenas 200 quilômetros sob a tutela do Estado e o restante vicinais, Colniza (a 1.191 km de Cuiabá) sofre com a falta de estrutura nas estradas. Algumas comunidades rurais permanecem isoladas do centro urbano, principalmente neste período chuvoso. Segundo a prefeita, Neuci Capitaní (DEM), como a extensão territorial é muito grande, é difícil manter as estradas em bom estado de conservação. “Agora, com a entrega dessas máquinas pelo governo, esperamos ter mais condições de melhorar as nossas vicinais”, planeja Neuci. Outra peculiaridade do município está no fato da maioria dos 31,7 mil habitantes não residirem no centro urbano. Cerca de 60% da população está nos seis assentamentos, sítios, fazendas, garimpos e comunidades rurais e distritos. “Existem comunidades que estão a 200 km, 400 km, aí fica complicado”, pondera a prefeita.

Em 2008, Neuci, que foi a primeira prefeita da cidade em 2001 e retornou ao cargo em 2009 após ter mais de seis mil votos, administrou um orçamento de R$ 33 milhões e pagou inúmeras dívidas deixadas por seu antecessor Sérgio Bastos dos Santos, o Serjão. “Peguei um município endividado e desorganizado e achei que não ia conseguir colocar a casa em ordem”, reclama a democrata. Apesar disso, ela garante que conseguiu pagar as dívidas de telefone, energia elétrica, INSS e que manteve os salários dos cerca de 1,1 mil funcionários em dia. Em 2009 ela gastou R$ 15,5 milhões com folha de pagamento, atingindo um percentual de 47% com folha de pagamento. Para 2010 há expectativa que a arrecadação chegue a R$ 37 milhões.

As maiores fontes de renda da cidade vêm do FPM, ICMS, das madeireiras e laticínios. Essencialmente agrícola, a economia do município tem como principal cultura a plantação de café e hoje há um aumento na criação de gado leiteiro. “A agricultura familiar é muito forte”, conta a democrata. São 31,7 mil habitantes, segundo dados do IBGE.

Colniza carrega consigo o estereótipo de ser um município violento. Neuci reconhece o problema, mas disse dentro do centro urbano a situação é tranquila, enquanto que na zona rural há muitos conflitos rurais e brigas nos garimpos. “No geral não é um município violento, senão uma mulher não teria conseguido ser prefeita duas vezes”, brinca. Hoje existem 18 policiais militares e 4 civis no município, com 3 viaturas. “O problema é que os maiores conflitos estão em regiões de difícil acesso até para a polícia”, pondera.

A cidade de Coniza é nova. Foi emancipada em 2001. Antes era distrito de Aripuanã. O município enfrenta sérios problemas de infraestrutura, já que apenas 5% das ruas são asfaltadas. “Neste ano pretendo investir mais em pavimentação asfáltica e no nosso hospital, que está em uma situação precária”.





Fonte: RD News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/145917/visualizar/