Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quinta - 21 de Agosto de 2008 às 04:35
Por: Leandro J. Nascimento

    Imprimir


Seguindo o mesmo ritmo de Mato Grosso, que computou alta nas contratações com carteira assinada, Sorriso fechou janeiro a julho contabilizando saldo positivo na geração de empregos, motivado pelas 7.534 admissões ante os 6.049 desligamentos. O saldo positivo é de 1.485 pessoas empregadas . A variação é 190% superior se comparada ao mesmo período do ano passado, quando apenas 511 continuaram atuantes - 5.183 foram admitidos e outros 4.672 demitidos.

Neste ano, o município campeão brasileiro na produção de grãos teve na construção civil uma das maiores forças econômicas, sendo responsável pelos melhores resultados. Em sete meses, abriu 1.657 oportunidades para pedreiros, mestres de obras, carpinteiros, entre outros trabalhadores. Deste total, 973 despedidos, mantendo 684 ativos.

O comércio acumulou o segundo melhor resultado, com 1.907 contratações para 1.688 demissões, mantendo 219 pessoas empregadas entre as diferentes empresas. Os números, divulgados pelo Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), revela que em Sorriso a agropecuária gerou 1.630 contratações e demitiu 1.430. Os serviços 983 para 816, respectivamente.

Na indústria da transformação, foram 1.265 admissões e 1.098 desligamentos. O extrativismo mineral, responsável pela abertura de 82 novos postos para 38 desligamentos. Já a prestação de serviços, 983 para 816, respectivamente. A boa notícia, segundo diagnosticou o ministério, ficou por conta do saldo positivo mantido por todos os setores.

Nos sete pesquisados as demissões não superaram as contratações. Resultado contrário a janeiro a julho de 2007 quando a construção havia ficado no vermelho (-10,06%), por demitir 608 trabalhadores, enquanto havia contratado 528.





Fonte: Só Notícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/174454/visualizar/