Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 23 de Julho de 2008 às 13:57

    Imprimir


Um levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Serasa mostra que o volume de cheques devolvidos no primeiro semestre deste ano foi 2% menor que o registrado no mesmo período de 2007. Segundo a pesquisa, de janeiro a junho de 2008 foram devolvidos 20 cheques a cada mil compensados, contra 20,4 nos seis primeiros meses do ano passado.

Até junho deste ano, 701,70 milhões de cheques foram compensados em todo o país, enquanto 14,02 milhões foram devolvidos por falta de fundos. Nos seis primeiros meses de 2007 foram compensados 776,38 milhões de cheques e 15,85 milhões devolvidos.

A queda no volume de cheques sem fundos também foi verificada na relação de junho deste ano com junho de 2007. Os cheques compensados, em junho de 2008, totalizaram 114,78 milhões e os devolvidos foram 2,13 milhões no mês, no país. Em junho de 2007, houve um total de 121,43 milhões de cheques compensados e de 2,30 milhões de cheques devolvidos por falta de fundos.

Para os técnicos da Serasa, a queda no número de cheques devolvidos pode ser explicada pela migração da inadimplência do pré-datado para outras formas de financiamento, que oferecem maior apelo de marketing sobre o crédito e a opção de amortização mínima.

O Estado de Roraima lidera o ranking de cheques devolvidos no país, com 81,6 cheques sem fundos para cada mil compensados. Em São Paulo, o último da lista, foram 15,6 casos de inadimplência para cada mil compensados no primeiro semestre.

Crédito fácil

Outra pesquisa divulgada hoje pela TeleCheque aponta que os consumidores com renda entre dois e quatro salários mínimos lideram os indicadores de inadimplência com cheque no primeiro semestre de 2008. Trabalhadores com essa faixa de rendimento representam 46% do total de devedores, um aumento de 31,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

"Devido ao aumento das facilidades de crédito ocorrido nos últimos três anos, esse perfil de consumidor passou a ter acesso a meios de pagamento que não utilizava no passado", afirma o vice-presidente da TeleCheque, José Antonio Praxedes Neto.





Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/176093/visualizar/