Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Sexta - 10 de Agosto de 2007 às 18:39

    Imprimir


Várzea Grande está mais uma vez mobilizada para o combate à raiva animal. Depois de 33 dias de intensificação contra doença no semestre passado, as equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ/VG) da secretaria de Saúde do município iniciaram nesta semana o reforço contra a doença com a realização da 2ª fase da campanha anti-rábica.

Nestes princípio de trabalho, as equipes se concentram nas localidades de difícil acesso da população pela distância até o centro da cidade, como bairros do Cinturão Verde – Carrapicho - e da zona rural, como por exemplo, os assentamentos Dorcelina Folador e Sadia I, II e III. São 24 localidades do Cinturão Verde e 29 da zona rural.

O médico veterinário do CCZ/VG, Luciano Fonseca de Miranda, explica que Várzea Grande conseguiu antecipar o período de intensificação no município, já que há registros de dois casos da doença, um no final do ano passado e outro neste ano. “Começamos uma semana antes do que prevê o calendário oficial do Estado. A intensificação vai até o dia 12 de novembro e no dia 15 de setembro será realizado o dia ‘D’ de vacinação, quando teremos vários postos e clínicas veterinárias ofertando e aplicando gratuitamente a vacina. Temos a meta de imunizar cerca de 46 mil cães e gatos, número idêntico ao da primeira etapa, o que representa 100% da população felina e canina de Várzea Grande”.

Nestes 69 dias de intensificação, o CCZ/VG necessita da colaboração da população. “Precisamos que as pessoas permitam o acesso das equipes às casas para vacinar os animais. O reforço da dose é importante e bom, tanto para o animalzinho de estimação como para o dono dele”, alerta Miranda.

O médico veterinário conta que muitas pessoas se recusam a receber o agente e em muitos casos tratam as equipes sem o menor respeito. “Este reforço não faz mal algum ao animal e o município precisa muito desta segunda etapa”. Ele lembra ainda que todas as equipes além de identificadas e uniformizadas, estão sempre acompanhadas de um médico veterinário que está pronto para esclarecer qualquer dúvida dos moradores com relação à vacina.





Fonte: O Documento

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/212436/visualizar/