Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Terça - 16 de Janeiro de 2007 às 06:59
Por: Fabiana Reis

    Imprimir


Mato Grosso é o único Estado do país a registrar redução no volume de vendas do comércio em novembro de 2006, com queda de 4,99% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No faturamento, o recuo contabilizado pelo varejo regional é de 5,93%. Os dados locais contrariam os resultados obtidos pelas demais unidades da federação, que tem no Acre o líder do ranking com o maior crescimento nos 2 quesitos: aumento de 42,08% nas comercializações e de 41,94% na receita do setor.

O desempenho de Mato Grosso também está bem abaixo da média nacional, cujo aumento é de 9,22% e 9,09% no número de vendas e na receita, respectivamente. Os dados fazem parte de pesquisa mensal do comércio, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio-MT) contesta os números do IBGE. Dados da entidade apontam que em novembro do ano passado o Estado apresentou crescimento de 4% nas vendas na comparação com igual período de 2005. O presidente da federação, Pedro Nadaf, argumenta que a metodologia de pesquisa utilizada é baseada no número de produtos comercializados pelas empresas e não no volume de operações, como faz o IBGE.

O empresário lembra que mesmo com o resultado positivo registrado em dezembro, quando as vendas aumentaram 5% ante o mesmo mês de 2005, os índices ficaram abaixo da expetativa inicial de incremento de 8%. "O crescimento ou queda nas vendas do comércio são processos naturais do mercado de varejo, que oscila bastante ao longo do ano. A expectativa é que neste início de ano a movimentação aumente em decorrência do cenário positivo apresentado no agronegócio", analisa, ao destacar que no acumulado do ano as vendas tiveram queda de 10,26% ante 2005.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), José Alberto Aguiar, afirma que teve contato com empresários do interior e que o cenário no comércio não era dos mais animadores em novembro, no entanto, ele não cita números. Questionado sobre o desempenho positivo obtido por Estados como o Paraná e Rio Grande do Sul, que têm o agronegócio como um dos principais setores da economia, Aguiar pondera que essas localidades têm uma diversificação maior na base econômica, diferente do que ocorre em Mato Grosso, que fica sujeito a abalos em decorrência de crises no setor, como acontece desde 2004.

Apesar de negativo, os dados do IBGE mostram recuperação. Em outubro o volume de vendas no Estado era negativo em 10,4% na comparação com 2005, ante o índice de 14,32% em setembro, o que reflete achatamento de 37% no indicador. Entre novembro e outubro a recuperação foi de 52%. No faturamento das empresas, o estudo revela queda de 9,95% no mês de setembro e de 9,26% em outubro, bem acima do déficit de 5,93% registrado em novembro.




Fonte: A Gazeta

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/248306/visualizar/