Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Terça - 14 de Novembro de 2006 às 05:50

    Imprimir


Os principais aeroportos do Brasil têm registrado hoje grandes atrasos nas decolagens e aterrissagens, devido a problemas com os controladores aéreos. Segundo dados da Infraero, que administra os aeroportos do país, dos 1.487 vôos programados para esta segunda-feira no País, 629, equivalentes a 42,3% do total, tiveram demoras na decolagem ou na aterrissagem.

As demoras começaram no domingo, quando durante o dia todo 670 dos 1.587 vôos programados (42,2%) sofreram atrasos, segundo os dados da Infraero. Os atrasos, que afetam milhares de passageiros de linhas nacionais e internacionais, variam de 40 minutos até oito horas, o que provoca um efeito cascata em todas as rotas.

Segundo as autoridades aeronáuticas, o fato de que os controladores aéreos estabeleçam um maior intervalo entre os movimentos dos aviões que chegam ou saem dos aeroportos é a causa dos problemas.

Por sua vez, a Associação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo atribui a recorrente crise no setor à falta de suficientes profissionais para operar as torres de acordo com os padrões internacionais.

Os problemas nos aeroportos do Brasil começaram depois do acidente aéreo de 29 de setembro do Boeing da Gol no qual morreram 154 pessoas.

Amparadas pelas normas internacionais de aviação, as autoridades despediram oito controladores que estavam nesse dia no aeroporto de Brasília.

Os sindicatos do setor afirmam que a falta desses profissionais em um aeroporto que distribui várias rotas entre o norte e o sul do país evidenciou a ausência crônica de controladores suficientes bem capacitados no País.

Enquanto isso, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, indicou que o governo tomará as "medidas necessárias" para acabar com as demoras nos vôos, mas sem explicar em que consistem essas medidas.

A ministra se reuniu nesta segunda-feira com representantes da Infraero, da Aeronáutica, do Ministério da Defesa e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para estudar soluções para o caos nos aeroportos.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/260840/visualizar/