Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 27 de Setembro de 2006 às 18:27

    Imprimir


O advogado Aldo de Campos Costa, que defende o ex-analista de risco e mídia do comitê de reeleição do presidente Lula, Jorge Lorenzetti - conhecido como o "churrasqueiro" do presidente - disse que vai recorrer, ainda nesta quarta-feira (27), da decisão da Justiça Federal do Mato Grosso, que decretou a prisão preventiva dele na terça-feira (26).

O advogado informou que vai entrar com um pedido de revogação da prisão do cliente na Justiça Federal de Mato Grosso e também com um pedido de habeas corpus no Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), em Brasília.

Além de Lorenzetti, tiveram as prisões decretadas o ex-assessor da presidência da República Freud Godoy; o ex-diretor do Banco do Brasil Expedito Afonso Veloso; o ex-secretário do ministério do Trabalho Oswaldo Bargas e Gedimar Passos e Valdebran Padilha, que foram presos no dia 15 de setembro com R$ 1,75 milhão, dinheiro que seria usado para comprar um dossiê com denúncias contra candidatos tucanos.

Os pedidos de prisão foram encaminhados à Justiça Federal pelo procurador da República Mário Lúcio Avelar. A Polícia Federal (PF) não cumpriu os mandados porque, segundo a legislação eleitoral em vigor, eleitores não podem ser presos nos cinco dias que antecedem e nas 48 horas após o pleito, exceto se a prisão for em flagrante.





Fonte: G1

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/272964/visualizar/