Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Quinta - 02 de Fevereiro de 2006 às 08:14
Por: Dra. Lou de Olivier

    Imprimir


Quando eu era adolescente, tinha algumas idéias bem radicais, uma delas era criticar firme e até ironicamente as pessoas que usavam o título de Doutor sem ter cursado um Doutorado, mas, com o passar dos anos, adquirindo mais experiência, através de muitos cursos que fiz e de muitos acidentes que sofri, entendi que ser “Doutor” tem mais a ver com a experiência, com a vivência do que com um simples título...

Por isso, assisto hoje, pasma, mas não surpresa, a grande discussão que formou-se em torno do uso do título de Doutor. Digo que não estou surpresa por que já acostumei-me a ver os assuntos que defendo serem discutidos muitos anos depois, geralmente, quando já nem me lembro deles. É o preço que pago por ir muito fundo e muito à frente em tudo. Mas digo que estou pasma com a acirrada discussão por que, diante de tragédias climáticas em nível mundial, algumas pessoas ainda estão perdidas num mundinho próprio e sem nenhum benefício para a humanidade, exatamente como adolescentes só que, desta vez, de cabelos brancos...

Enquanto um grande grupo defende que “doutor é quem fez doutorado”, declarando guerra a todos os profissionais (Médicos, Advogados entre outros) que utilizam o titulo de doutor sem terem passado pelo doutorado, outro grupo enorme discute acirradamente sobre a hierarquia em relação aos títulos a partir da especialização até a livre docência.

Essa discussão insana, chegou aos extremos e correm boatos (seriam somente boatos?) de que, em várias faculdades particulares, estão demitindo os doutorandos e doutores que não aceitam “esconder” seus títulos. Isso mesmo, esconder seus títulos. As faculdades contratam os doutores para obterem licenças do MEC e apoios das fundações em alguns projetos. Depois, quando não precisam mais, propõem que os “doutores” aceitem trabalhar somente como especialistas para abaixarem os custos, e os que não aceitam abrir mão de seus títulos são demitidos...

Instala-se assim a grande discussão entre os professores de faculdades particulares e os doutores de universidades públicas que exibem seus títulos com arrogância, dizendo-se “doutores” que defendem e publicam teses e pesquisas e não simples professores que apenas repassam as publicações...

A solução para os recém doutorados que não querem tomar parte dessa insana batalha é tentar uma bolsa junto ao CNPQ que permite ao recém doutor sustentar-se até passar em concurso para universidade pública.

Não sou eu que estou dizendo isso, é o que se fala em muitos locais, faculdades, universidades e até em sites. E onde há fumaça...

O que me deixa pasma diante desse despropósito é a inutilidade da discussão, que encaminha-se na base do “meu barraco tem luz e o seu não tem” e, pior ainda, partindo de quem deveria ser tão esclarecido ao ponto de não se importar com um simples título. Os grandes mestres, doutores, professores doutores, livres docentes, enfim, essa “nata do saber” deveria ter tanta cultura, deveria estar tão acima dessa tolice que não deveria sequer cogitar uma discussão dessas. Se, realmente, algumas faculdades estão agindo de forma a forçar um rebaixamento de posto ou uma demissão, os lesados devem sim, procurar seus direitos, entrar com uma ação, chorar no colo da mãe ou qualquer coisa para reverter a situação, mas nunca, jamais em tempo algum, incitar uma discussão tola e sem nenhum resultado na prática.

E, como sempre, tentando trazer luz aos fatos ocorridos, apelo ao bom senso de todos, sejam doutores ou leigos, para que vejam com mais clareza os acontecimentos à sua volta. As mudanças climáticas já alcançaram um ponto irreversível ao qual a nossa civilização dificilmente sobreviverá. A previsão que eu e um restrito grupo de “corajosos”, há muito tempo, temos tentado divulgar sempre sem plantar alarde, mas provocando reflexões, agora ganha força com as declarações do cientista James Lovelock. E, diante do aquecimento irreversível, temos a extinção de água potável em nível mundial, e não é preciso ser doutorado em nenhuma área para ligar os pontos e entender que com o aquecimento ao extremo e sem água, doutores e leigos estão condenados à extinção, assim como toda a raça humana. E não se iludam achando que essa tragédia está muito longe de acontecer, por que será que o “slogam” dos meus sites é sempre: “Para nós, o século XXI já passou. Estamos preocupados é com o século XXII” Será que é só por que sou uma grande apressadinha? Ou será que, como sempre, estou tentando trazer luz aos fatos? E o que é ser doutor senão desvelar os assuntos e tornar claro o que, antes, estava soterrado no obscuro da ignorância?

Pode parecer um sonho tentar reverter isso, mas eu ainda acredito que possamos, de fato, nos unir e, ao menos, adiar essa tragédia no planeta. Por isso, estou novamente apoiando a campanha órfãos da água que não pede dinheiro, nem órgãos para doação, nem cliques, nada além da conscientização de cada um, economizando o máximo de água que puder e nos ajudando a divulgar o site. Se fôssemos egoístas, simplesmente, ficaríamos em silêncio e cuidaríamos do nosso bem estar, mas somos altruístas, dividimos nossos conhecimentos e pedimos a todos que, simplesmente, divulguem o site para o bem estar da humanidade como um todo. Convido a todos os que estiverem lendo esta matéria que, antes de tudo, reflitam sobre o que leram e, após entenderem bem o que aqui está escrito, repassem esta matéria introdutória, visitem e divulguem o site que indicarei a seguir. O que todos ganharemos com isso? Um tempo a mais de vida, um pouco mais de natureza preservada, o direito vivermos em paz, com muita água e verde por muitos séculos ainda...

Doutores e leigos precisam de água para sua sobrevivência, pense nisso!

Dra. Lou de Olivier - Clínica Multiterapica Psiconeuroarte http://www.psiconeuroarte.hpgvip.com.br




Comentários (1) Faça um comentário

  • Lou de Olivier
    Ola! Sou autora deste artigo e quero voltar a divulga-lo mas peço o favor de alterarem o meu site que está ai como um link do HPG. Peço que coloquem o link do site oficial (portal Lou de Olivier) que é: http://www.loudeolivier.com Agradeço antecipadamente e envio votos de sucesso ao Reporter News. Lou de Olivier

    Quinta - 09 de Julho de 2015 às 23:08h Responder

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/321312/visualizar/