Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 13 de Janeiro de 2006 às 15:36
Por: Jander Ramon

    Imprimir


São Paulo - O prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), saiu em defesa de seu vice, Gilberto Kassab (PFL), em resposta aos ataques feitos ontem pelo secretário estadual de Educação, Gabriel Chalita, e o deputado estadual Milton Flávio (PSDB).

Aliados do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que disputa com Serra a indicação do PSDB para ser candidato à Presidência da República, Chalita e Flávio questionaram a possibilidade de Serra renunciar ao cargo para disputar a Presidência da República.

O deputado estadual ainda lançou dúvidas sobre a capacidade de Kassab para administrar o município, numa clara estratégia de usar a eventual posse do vice-prefeito como um fator para constranger uma candidatura de Serra à Presidência da República.

"O Gilberto Kassab é um homem correto e que tem cooperado muito com o trabalho da Prefeitura", disse o prefeito, após participar de evento de comemoração dos 454 anos do bairro de Santo Amaro, zona sul da capital, onde Serra inaugurou um imóvel recém-reformado pela Prefeitura e também um coreto. "Não tenho mais o que comentar". Ele se recusou a responder perguntas sobre sua eventual candidatura a presidente e sobre a disputa que mantém com Alckmin.

O secretário municipal de subprefeituras, Walter Feldman (PSDB), teve uma reação mais incisiva ao que ele admitiu ser "fogo amigo" dos tucanos. Primeiro, elogiou a "discrição" de Kassab e o trabalho que o vice-prefeito tem feito para a desburocratização da máquina pública municipal. "A manifestação (de Chalita e Flávio) é ruim até para o governador, porque passa a idéia de que o governador tem a mesma opinião e sabemos que não é isso o que acontece", acrescentou.

Ao mesmo tempo, cobrou dos integrantes de seu partido, numa referência clara a Alckmin, que não direcionem o processo de definição da cabeça de chapa por opções individuais. "A pessoa deve se colocar à disposição do partido, mas não pode constranger seus pares ou companheiros", disse, negando estar se dirigindo ao governador.

Também ao defender a política de alianças, Feldman elogiou a relação do PSDB com o PFL, ao lembrar que além de Kassab na vice-prefeitura de São Paulo, os pefelistas foram vice do presidente Fernando Henrique Cardoso, com o hoje senador Marco Maciel (PFL-PE), e também do próprio Alckmin, no governo estadual, com Cláudio Lembo. "Kassab é um homem de confiança do prefeito e de comportamento extraordinário", reiterou.





Fonte: Estadão

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/325149/visualizar/