Repórter News - reporternews.com.br
Tecnologia
Segunda - 14 de Novembro de 2005 às 16:40
Por: João Magalhães

    Imprimir


São Paulo - Há muito tempo peritos em pintura suspeitavam que o quadro “Madonna della Consolazione” não tinha sido criado única e exclusivamente pelo mestre renascentista italiano Pietro Perugino. Mas, apesar das desconfianças, ainda não tinham conseguido chegar a uma conclusão precisa.

Agora, um novo software, desenvolvido por uma equipe do Dartmouth College, em New Hampshire, nos Estados Unidos, veio confirmar as dúvidas dos historiadores, ao apontar provas de que a obra foi concebida afinal por quatro pessoas diferentes. Os pais do programa esperam que esta seja a primeira de muitas descobertas relacionadas com a autoria de uma obra de arte.

“Existem características na forma de pintar de um artista que não são visíveis a olho nu, mas que estão lá. Nós conseguimos detectá-las matematicamente, através de análises estatísticas”, explica Hanin Farid, professor de informática que desenvolveu o software juntamente com o matemático Daniel Rockmore e seu aluno Siwei Lyu.

Farid trabalhou na digitalização de alguns trabalhos de arte mural do mexicano José Clemente Orozco, transformando-os numa única imagem tri-dimensional. Usando um processo semelhante, fez o mesmo com sarcófagos do tempo dos faraós, juntamente com o seu pai, um químico e egiptólogo amador.

O especialista ganhou credibilidade internacional, pelos seus dotes de descobrir o que se esconde para além do que é visível numa imagem. O ministério da Justiça americano financiou inclusive uma pesquisa sua na área da esteganografia - a arte de esconder dados em imagens digitais, arquivos de texto, páginas web e sons.





Fonte: Agência Estado

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/335990/visualizar/