Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Segunda - 14 de Novembro de 2005 às 08:27
Por: Angela Fogaça

    Imprimir


A oitiva das testemunhas do processo eleitoral que apura a denúncia de compra de votos em Sorriso, durou mais de 12 horas. Segundo o advogado de uma das partes, Celso Lins, a audiência com o juiz eleitoral de Sorriso, Cláudio Zeni Guimarães começou às 12:00h e terminou às 00:30h.

Foram ouvidas 6 testemunhas da parte autora da ação, o candidato derrotado nas eleições do ano passado, Chicão Bedin. As 6 testemunhas arroladas para a defesa do prefeito Dilceu Rossato, desistiram. Foram ouvidas ainda uma testemunha arrolada pelo Ministério Público e uma convocada pelo juiz. As informações prestadas por elas não foram reveladas.

O processo agora vai para a parte das diligências, ou seja, buscas de provas incriminatórias e de defesa, como gravações e requerimentos. Cada parte terá 3 dias para requerer as diligências, o que deve levar uma média de 15 para se desenrolar.

Como Só Notícias já informou, a ação investiga a suposta prática de crime eleitoral contra a coligação que elegeu o prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato. A coligação de Chicão Bedin (PMDB), fez denúncias de supostas compra de votos, depois de perder as eleições por menos de 60 votos.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) anulou a sentença inicial do juiz Cláudio Zeni, que tinha rejeitado a denúncia feita pela coligação de Chicão Bedin e determinou a retomada das investigações.





Fonte: Só Notícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/336110/visualizar/