Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Sábado - 23 de Outubro de 2004 às 08:51
Por: Mara Carnevale

    Imprimir


Nesta manhã, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) encerrou a Oficina III - Dificuldades de Comunicação e Sinalização - Surdez, com o professor e especialista em surdez, Marcos Antônio Arriens, de Curitiba. O curso teve início na segunda-feira e foi destina a 60 professores de Cuiabá, que trabalham com salas de recurso e especial e Centros de Apoio de Atendimento ao Deficiente Auditivo.

De acordo com a superintendente de Ensino e Currículo da Seduc, Zileide Lucinda dos Santos, a democratização do ensino passa também pelo aprendizado de Línguas de Sinais. “Uma das missões dos professores é democratizar o conhecimento, sendo que o desafio é maior quando se trata com pessoas portadoras de necessidades especiais”, frisou ela.

Para o professor Arriens, quando começam a trabalhar, a tendência desses alunos é sair da escola ou faltar muito. Em seus estudos, ele concluiu que no Brasil, a maioria dos surdos é passiva, sem perspectiva para o futuro, além disso, faltam limites de horas de estudo extra-sala de aula para os alunos. “São poucos os que sonham, que conhecem seus deveres. Notei que os surdos daqui são mais apáticos, faltando uma politização maior”.

Arriens orientou para que as unidades escolares coloquem os monitores para fazer parte do Conselho da Escola, pois só assim é que os surdos terão voz e vez dentro da instituição. “Com um monitor surdo dentro da sala de aula, o aluno desenvolve a língua de sinais como a sua primeira língua, e a escrita como a segunda. A criança sai da passividade”, salientou.

Para a professora e intérprete da E.E José Magno de Cuiabá, Denise Torres Molina, as oficinas oferecidas pela Seduc abrem um leque de opções para o professor trabalhar, principalmente com o pedagógico. Para ela, o maior problema é o profissional não conhecer a linguagem de sinais e a falta de recurso das escolas, uma vez que o surdo é altamente visual.”As escolas precisam adequar o visual para o aluno receber o conteúdo, pois vemos uma apatia muito grande da parte deles”, finalizou ela.




Fonte: Secom - MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/370341/visualizar/