Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Quinta - 05 de Agosto de 2004 às 22:53
Por: Andréia Araujo

    Imprimir


Um grupo de ativistas do Greenpeace realizou hoje à noite, em Brasília, manifestação contra a "falta de segurança nuclear no Brasil" e a "falta de assistência às vítimas do césio em Goiânia". Segundo o coordenador da Campanha de Energia do Greenpeace, Sérgio Dialetachi "o governo brasileiro é negligente com a segurança nuclear".

Os ativistas do Greenpeace denunciam que, passados 16 anos do acidente com o Césio 137 em Goiânia (GO), as vítimas ainda estão sem a assistência devida. "A reivindicação deles é muito simples. O que eles querem é a reitivação da Fundação Leide das Neves e um tratamento médico digno", disse o coordenador.

O Greenpeace ainda denuncia que o Brasil é vunerável na fiscalização de fontes nucleares. "O governo brasileiro não consegue fiscalizar as mais de 30 mil fontes radiológicas que existem no território nacional. Não há segurança nuclear no país!”.

Dialetachi disse que o Greenpeace recebeu denúncia de duas pessoas que se contaminaram em março, na Bahia. Além disso, funcionários da empresa no Brasil estariam se contaminando para pedir indenização e aposentadoria precoce.

Ativistas do Greenpeace e vítimas do acidente nuclear de Goiânia estarão reunidos amanhã, às 14h, com o ministro da Secretaria de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, para pedir audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Se não recebermos uma resposta do governo brasileiro, as manifestações irão continuar", afirma Dialetachi.




Fonte: Agência Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/377051/visualizar/