Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Terça - 16 de Março de 2004 às 14:02

    Imprimir


A presidente do PFL de Cuiabá, Maria Adélia Sucena, do PP, vereador Edmilson Prates, do PPS, Cláudio Pires e vereadores da base de apoio ao prefeito Roberto França, entre eles, o líder, vereador Totó Parente (PMDB) reuniram-se nesta manhã na Câmara Municipal de Cuiabá.

O assunto foi à reedição da coligação MT Mais Forte (PPS, PFL e PP). Foi a primeira reunião entre os diretórios municipais. Pelo documento assinado pelas principais lideranças dos três partidos a ‘orientação’ da coligação em Cuiabá está a cargo do PPS que vai indicar o candidato a prefeito. Os deputados estaduais Sérgio Ricardo e Carlos Brito disputam a indicação na sigla.

Apesar de França afirmar que o PPS não tem que ter pressa na definição do nome, o diretório municipal tem marcado para o dia 23 deste mês uma reunião entre os pré-candidatos. O encontro, porém, pode não acontecer. Brito não concorda com a posição de alguns dirigentes do PPS que já vieram a público manifestar apoio a Sérgio Ricardo. Na semana passada, Brito afirmou que a agenda política estava comprometida e que ele estaria disposto a ir à convenção marcada para junho.

O clima no PPS parece mesmo de racha. Hoje, o vereador Ivan Evangelista, secretário-geral do PPS em Cuiabá, deu como certo que o candidato será o deputado Sérgio Ricardo e que o vice será indicado pelo PMDB. A manifestação clara de apoio do dirigente do PPS a Sérgio Ricardo acirra a disputa interna e afasta uma saída de consenso no partido.

O presidente do PPS de Cuiabá, Cláudio Pires, porém, voltou a defender o diálogo. “Temos dois grandes candidatos que se chegarem ao consenso, o PPS vencerá as eleições”.

PFL

Ao final da reunião, a presidente do PFL Maria Adélia demonstrou descontentamento. Chegou a afirmar que seu partido estava sendo preterido pelo pré-candidato do PPS Sérgio Ricardo e teria pedido explicações na reunião. Ricardo deixou o PFL no ano passado e setores do partido não se afinam com ele.

Outra questão que tem gerado desconforto aos pefelistas é a indicação do vice ao PMDB já anunciada pelo prefeito Roberto França. O afastamento do PFL das negociações pode fazer com que o partido lance candidato a prefeito. O pré-candidato é o empresário Jorge Pires de Miranda que dará uma resposta até o dia 20.




Fonte: Jornal Midia News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387285/visualizar/