Repórter News - reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Quinta - 04 de Março de 2004 às 17:33
Por: Itimara Figueiredo/José Luiz L

    Imprimir


Quinze deputados votaram contra a emenda substitutiva referente à proposta do Executivo que fixa o subsidio dos profissionais da Educação em Mato Grosso. Apenas seis foram a favor da tramitação da matéria.

Com o parecer pela rejeição da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em relação a constitucionalidade da Emenda Substitutiva a do governo, que fixa em 19,54% o reajuste salarial para todos os servidores da rede pública estadual, não obteve êxito.

São autores da emenda os deputados petistas Vera Araújo (PT) e Ságuas Moraes, além de Carlão Nascimento (PSDB), Humberto Bosaipo (sem partido), J. Barreto (PL) e José Carlos do Pátio (PMDB).

A intenção era a de incorporar além dos 7,67%, mais 12% para todos os servidores. No total, 19.54% de aumento estavam previstos. “São as perdas salariais referentes à inflação de outubro 2002 a primeiro de setembro de 2003”, justificou Vera.

J. Barreto (PL) chegou a pedir que a apreciação acontecesse na próxima semana. “Assim teríamos tempo para um possível entendimento com o governo. Mas, esperamos chegar num consenso que resulte numa proposta igualitária”, afirmou. O deputado Carlos Carlão Nascimento (PSDB) destacou o trabalho dos líderes das bancadas nas negociações.

“É importante provocar entendimento no Legislativo, porque precisamos chegar a um patamar que favoreça ambas as partes”, explica Carlão.

Outro deputado que também elogiou a postura dos demais colegas foi José Carlos do Pátio, onde para ele, o líder do Governo na Assembléia, Renê Barbour teve uma desenvoltura exemplar. “Ele (Barbour) sabe que nesse tipo de negociação necessita-se de um tempo maior e por isso prorrogou em mais 24 horas”, afirma Zé do Pátio se referindo ao prazo.

Para o deputado Humberto Bosaipo (sem partido), a bancada do governo e a oposição estão do mesmo lado, no entanto, argumenta que falta discutir alguns detalhes. “São pontos que ainda não foram esclarecidos e precisamos de um tempo maior para analisá-los”, diz Bosaipo.




Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387397/visualizar/