Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Segunda - 30 de Novembro de -0001 às 00:00

    Imprimir


Cientistas britânicos anunciaram nesta terça-feira que conseguiram criar em laboratório partes do fígado humano.

O fígado em miniatura - que mede menos de três centímetros - foi criado a partir de células-tronco do cordão umbilical, por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Newcastle.

Os cientistas disseram que o órgão poderá ser usado para testar drogas e produtos farmacêuticos, evitando assim o uso de cobaias animais e humanas.

Em algumas décadas, eles acreditam, será possível desenvolver um fígado de tamanho real para ser usado em transplantes.

Usos O tecido foi criado utilizando um "biorreator" desenvolvido pela Nasa para simular o efeito de gravidade zero. O efeito da "falta de peso" permite que as células se reproduzam a um ritmo mais avançado.

Os coordenadores da pesquisa, Dr. Nico Ferraz e Dr. Colin McGuckin, disseram que em dez ou 15 anos a técnica utilizada na criação do tecido pode ser usada para recuperar partes do fígado de pacientes doentes.

Mas, no curto prazo, o "minifígado" deve ser utilizado para testar novas drogas desenvolvidas por companhias farmacêuticas.

Essa possibilidade foi bem recebida na Grã-Bretanha, onde no início deste ano seis pacientes ficaram gravemente doentes depois de servir de cobaia em testes no hospital de Northwick Park, em Londres.

"Avanço ético" O professor Ian Gilmore, especialista em fígados no Royal Liverpool Hospital, considerou "significante" a pesquisa da Universidade de Newcastle.

"Os pesquisadores conseguiram (criar o fígado) a partir do sangue colhido no cordão umbilical, sem precisar de embriões. Isto é um grande avanço ético", afirmou o professor à BBC.

Mas ele ressalvou que há um "longo caminho" até que a ciência possa reproduzir um fígado inteiro.

"O fígado tem seu próprio fornecimento de sangue, seu próprio esqueleto fibroso, e os pesquisadores estão apenas produzindo células individuais de fígado."

No entanto, com tantos pacientes esperando por transplantes de fígado na Grã-Bretenha e em outros países, "qualquer coisa que dê esperança, mesmo em um período de dez anos, é motivo para celebração", ele disse.




Fonte: BBC Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387638/visualizar/