Repórter News - reporternews.com.br
Variedades
Sábado - 28 de Julho de 2018 às 06:37
Por: Vitória Lopes/Olhar Direto

    Imprimir


Ajudar o próximo. É com este ideal que a banda Endorphina nasceu e busca sensibilizar as pessoas para questões sociais ligadas à saúde. Depois da campanha para doação de sangue, agora o grupo colocou em leilão uma guitarra autografada pelo Titãs e o dinheiro arrecadado será repassado para o Grupo de Apoio aos Pacientes com Câncer (Gapcan), que existe há mais de 20 anos.

O médico Alberto Bicudo, guitarrista da Endorphina, conta que a guitarra foi doada pela loja Império do Som, primeira parceira da iniciativa, e ele aproveitou o contato que tinha com Sérgio Brito do Titãs e pediu que o instrumento fosse autografado pela banda.

A história é até curiosa, porque os Titãs estavam em turnê e eles tiveram que conciliar com a agenda da banda e enviaram a guitarra para a cidade de Bertioga, em São Paulo, onde fariam um show, e assim puderam assinar o instrumento.

Com a guitarra assinada, a banda Endorphina se reuniu e avaliou qual instituição ajudaria. A ideia foi buscar uma entidade que estivesse mais próxima dos pacientes e foi assim que surgiu a ideia de ajudar o Gapcan que é liderado pelos próprios pacientes e ajudam outras pessoas que estão em tratamento contra o câncer.

Esta não é a primeira ação social da banda cuiabana formada pelos médicos Alberto Bicudo (guitarra), Luigi Brianez (guitarra) e Gilmar Espírito Santo (baixo), além do fisioterapeuta Erik Martins (bateria) e o advogado Christopher Moura (vocal). A primeira campanha ocorreu no início de 2018, em prol do Hemocentro de Mato Grosso.

Contou com o apoio do guitarrista da banda Sepultura, Andreas Kisser. A ação resultou na doação de aproximadamente 450 bolsas de sangue, e terminou com uma grande festa de rock no Malcom Pub em Cuiabá. Com a iniciativa surgiu o slogan "O Sangue do Rock tem Poder" que identifica as ações sociais organizadas pela banda.

Gapcan

O grupo surgiu oficialmente em 1997, mas a ideia começou dois anos antes, conforme conta o presidente do Gapcan, Cornélio Silvano Vilarinho Neto, um dos fundadores. Atualmente a história de vida dele serve para dar esperança a outros pacientes.

Mesmo já tendo contado várias vezes, Cornélio não se cansa de falar do milagre que aconteceu e o permitiu estar vivo 23 anos depois de ser diagnosticado com câncer no estômago e terem dito que viveria somente por mais um ano.

O Grupo é formado por voluntários e atende cerca de 80 pessoas por dia. Além de oferecer lanches para os pacientes e acompanhantes que fazem a quimioterapia no Instituto de Tumores de Cuiabá (ITC), localizado no Hospital Geral, eles auxiliam com medicamentos, suplemento alimentar, na compra de cateter para quimioterapia, próteses de mama entre outros produtos que sejam solicitados para o tratamento e não há condições do paciente comprar.

Ao longo destes 21 anos, mais de 80 mil pacientes já receberam apoio do Gapcan. A principal ajuda é com medicamentos e materiais, além da doação de próteses mamárias externas, cateter, perucas, fraldas, entre outros itens.

Atualmente, o grupo conta com doações e realiza dois eventos beneficentes ao ano para arrecadar recursos e conseguir se manter e ajudar os pacientes. O Gapcan conta com o apoio dos médicos sócios da Oncomed: Cristina Guimarães Inocêncio, Gilmar Espírito Santo e Marcelo Bumlai e todo seu corpo clínico.

Os médicos também realizam atendimento voluntário no Multiação e por meio do Gapcan realizam os exames e fazem o acompanhamento destes pacientes no ITC. Neste último ano, quase 120 pessoas foram atendidas.

O Gapcan é uma Entidade Civil de caráter filantrópico, que não tem fins lucrativos e mantém trabalho voluntário assistencial voltado ao apoio a pacientes com câncer em tratamento.

Quem quiser participar do leilão pode fazer lances online pelo site e no dia 4 de agosto presencialmente num evento que será realizado na Associação Médica. Além do show da banda Endorfina, o público ainda poderá curtir o som de Coronella e The Xomanos.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428824/visualizar/