Repórter News - reporternews.com.br
Cultura
Quarta - 24 de Julho de 2019 às 12:53
Por: G1 MT

    Imprimir


Evento acontece no Centro Cultural da UFMT — Foto: Reprodução/ TVCA
Evento acontece no Centro Cultural da UFMT — Foto: Reprodução/ TVCA

O Coletivo Negro da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) realiza, na próxima quinta-feira (25), um sarau para celebrar o Dia Nacional de Tereza de Benguela e o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha.

O 'Sarau Negras Escritas' terá feira cultural, apresentações de música, poesia e dança, tem entrada gratuita e deve acontecer no Centro Cultural da UFMT.

A mostra começa às 17h30 e segue com apresentações artísticas a partir das 19h30.

O evento terá a cantora Mariana Borealis, a Rapper Pacha Ana, Rapper Azul e Dj Carioca. Além disso, o palco será aberto a outras mulheres negras que queiram se apresentar.

Sobre a data

O Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra foi instituído através da Lei nº 12.987 de 2 de junho de 2014. A inspiração vem do Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha, marco internacional da luta e da resistência da mulher negra criado em 25 de julho de 1992, durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas na República Dominicana.

Nascida no século XVIII, Tereza de Benguela chefiou o Quilombo do Piolho - ou Quariterê - nos arredores de Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá, a primeira capital do estado.

Sob seu comando a comunidade cresceu militar e economicamente, incomodando o governo escravista. Após ataques das autoridades ao local, Benguela foi presa e veio a cometer suicídio após se recusar a viver sob regime de escravidão.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/432418/visualizar/