Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 23 de Abril de 2004 às 11:22

    Imprimir


Blairo Maggi é um homem de sorte, mas não tem competência para administrar Mato Grosso. O Governo, por sua vez, trabalha apenas em uma direção, mas, apesar disso, não fez 500 quilômetros de rodovias. Conclusão: está mentindo. Portanto, no máximo, nota 5. Não foi bem com essas palavras, mas assim pode ser resumida a primeira avaliação do Governo Blairo Maggi feita por seu antecessor, Dante de Oliveira. Desde que deixou o Governo para perder a eleição para o Senado Federal, Dante evitou de todas as formas falar sobre a atual gestão.

O ex-governador havia “decretado” silêncio sobre o Governo atual sob o argumento de que queria falar com isenção, sem paixão: queria ser essencialmente imparcial. Bem que tentou. Mas, como não poderia deixar de ser, Dante falou mal de quem ganhou a eleição e assumiu o seu posto. “É um Governo gelatina” – frisou Dante, agora badalado com as comemorações dos 20 anos do Movimento “Diretas-já”.

Na avaliação de Dante, o governador Maggi tinha tudo para dar certo porque pegou “um estado arrumado, sem problemas, com salários em dia, boa receita, tudo funcionando bem”. Exceção, claro, das estradas, que por anos a fio representam problemas para o Governo no período das chuvas, mas que, na sua gestão, ele diz, andou sumida dos noticiários, ao contrário de agora. “Ele recebeu a casa em ordem” – frisou. Dante deu até um beliscão político no seu - talvez - adversário de liderança política ao lembrar que Maggi entrou na Justiça contra o Fethab e agora “ele nem quer ouvir mais falar dessa ação”.

A falha do Governo, segundo o ex-governador, está na falta de políticas sociais. “O Estado não pode só viver de estradas” – disse. “É preciso que o Governo também cuide da saúde, da educação e do saneamento. Ele não pode ser governador que pensa só de um lado”. Para Dante, Maggi peca pelo excesso, pela quase obsessão na busca de solução para o problema das estradas. “O Governo não pode só cuidar disso” – frisou, ao ressaltar que na sua gestão foram fortes as ações na base econômica do Estado.

Ainda assim, Dante usou a “lanterna” para pescar o que ele chamou de propaganda enganosa do Governo no que diz respeito a recuperação de 500 quilômetros de estradas nesse pouco mais de um ano de administração. “Apregoaram uma mentira” – disse. “Se falassem 300 quilômetros ainda vá lá. Se fez 300 tá bom demais”. O ex-governador afirmou que acredita na análise do povo e insistiu: “Ele recebeu um Governo tranqüilo”.




Fonte: 24 Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/385159/visualizar/