Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Quinta - 23 de Setembro de 2010 às 13:32
Por: Giuliana Girardi

    Imprimir


Quando dormimos pouco ou mal, o corpo percebe. Isso pode acontecer apenas em uma noite, e no dia seguinte o organismo já reage de um jeito diferente.

O cérebro é o primeiro a sentir os efeitos. O sistema nervoso central fica todo desregulado. Os neurotransmissores responsáveis pelas atividades físicas, de memória e também pelo prazer ficam atrapalhados. Aí a memória começa a falhar, a pessoa fica mais desatenta.

O coração também sente quando a noite é de pouco sono. Se a pessoa não dorme, o ritmo fica acelerado e há uma sobrecarga. Isso pode acontecer quando você tem problemas para dormir durante dias seguidos.

Outra mudança é no sistema imunológico. “Diminui a defesa do nosso organismo, de tal maneira, que se você está num ambiente onde tem um monte de gente com resfriado, mas você está dormindo bem, você está resistindo. Uma noite mal dormida você pega o resfriado”, alerta Sérgio Tufik, Instituto do sono – Unifesp.

Se foi inevitável dormir pouco, no dia seguinte tente fazer alguma atividade física logo ao acordar. E quem acha que vai repor o sono atrasado no fim de semana, dando aquela esticada no sono, está certo. “Você consegue repor parte da fisiologia que foi atrapalhada pela restrição de sono durante a semana”, explica Tufik.

Cochilar trinta minutinhos durante o dia também é bom.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/114403/visualizar/