Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 27 de Janeiro de 2010 às 23:49

    Imprimir


A subsidiária brasileira da montadora Toyota informou nesta quarta-feira que o recall de 2,3 milhões de veículos convocado nos Estados Unidos não atingirá as unidades que foram vendidas no país.

A Toyota convocou recall de oito modelos de automóveis vendidos nos EUA por questões de segurança, pois os veículos podem ter problemas no pedal do acelerador, que em alguns casos tinha ficado preso, provocado uma aceleração involuntária do veículo.

Segundo a Toyota do Brasil, nenhum dos veículos produzidos na América do Norte vão vendidos no mercado brasileiro, o que garante que os clientes locais não serão atingidos pelo recall.

"Os modelos Camry e RAV4 comercializados no Brasil são provenientes do Japão, e o Corolla é produzido localmente na planta de Indaiatuba (SP). Os demais veículos citados na campanha (Tundra, Matrix, Highlander, Sequoia e Avalon) não são vendidos no Brasil", explicou a subsidiária brasileira da montadora japonesa em comunicado.

Fábricas fechadas

Devido a esse problema, a Toyota vai interromper a produção dos veículos em quatro fábricas dos EUA (duas no Estado de Indiana, uma no de Kentucky e outra no Texas) e uma do Canadá durante uma semana, a partir do dia 1º de fevereiro, para avaliar suas atividades de montagem.

Segundo fontes citadas pelo jornal japonês "Nikkei", a Toyota poderia convocar outros dois milhões de proprietários de seus modelos na Europa por problemas similares com os aceleradores, embora fontes da companhia em Tóquio não confirmem esta informação.

Se as divisões da Europa chamarem para revisão cerca de dois milhões de veículos, o número total de automóveis afetados poderia ser superior à metade de todas as unidades vendidas pelo grupo Toyota em 2009 em todo o mundo.

Segundo o "Nikkei", a Toyota está tentando determinar o número de carros que deverão ser revisados na Europa.

Com agências internacionais.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/144567/visualizar/