Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Segunda - 04 de Janeiro de 2010 às 19:54

    Imprimir


A Petrobras confirmou hoje o reajuste no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP, o gás de cozinha) para uso comercial e industrial. Segundo a estatal, incluindo impostos, a alta será de 6,6%. Os novos valores começam a vigorar a zero hora de amanhã e não serão válidos para botijões de 13 quilos ou menores (de uso residencial) - cujos preços estão estáveis desde dezembro de 2002, segundo política governamental. Ou seja, o reajuste é válido para botijões grandes, de 45 ou 90 quilos, ou GLP entregue em caminhões.

 

Segundo o Sindicato das Empresas Distribuidoras de GLP (Sindigás), o gás vendido a granel no País - geralmente destinado a grandes condomínios, indústria e comércio em botijões maiores ou tanques - custa hoje entre 14% e 15% a mais do que o preço do produto importado. As distribuidoras reclamam que a diferença de preços entre o gás a granel e o vendido para residências, que chega a 50%, pode abrir espaço para fraudes, com a substituição de botijões de 45 quilos ou 90 quilos por baterias de botijões de 13 quilos.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/147068/visualizar/