Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Segunda - 04 de Janeiro de 2010 às 18:57
Por: Sofia Fernandes

    Imprimir


O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, afirmou nesta segunda-feira que o saldo comercial brasileiro em 2009 poderá ter um acréscimo de aproximadamente US$ 338 milhões. Esse número é referente à importação de energia do Brasil à Argentina.

Caso haja esse incremento, o superávit comercial do ano ficará acima dos US$ 24,615 bilhões divulgados hoje pelo Ministério, sendo possível, inclusive, que o número supere o saldo comercial conquistado em 2008, que foi de US$ 24,956 bilhões.

Segundo Barral, o novo cálculo deve ser concluído em dez dias, com informações repassadas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). O governo ainda não incluiu esse valor aos cálculos da balança comercial porque os dados de exportação de energia brasileiros não coincidiram com os dados de importação argentinos.

Pior superavit desde 2002

A balança comercial brasileira fechou 2009 com superavit de US$ 24,615 bilhões. O resultado é 1,4% menor que o registrado em 2008 e o pior desde 2002, quando o superavit foi de US$ 13,1 bilhões.

Segundo dados do Ministério, o resultado do ano passado marca também a terceira redução seguida no saldo positivo da balança comercial brasileira.

Em 2006, houve o melhor resultado da série, com US$ 46,45 bilhões de superavit. Depois desse pico, 2007 registrou superavit de US$ 40 bilhões e 2008 teve um saldo positivo de US$ 24,96 bilhões.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/147074/visualizar/