Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Terça - 18 de Setembro de 2007 às 18:35

    Imprimir


O secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Brito, e o diretor geral da Polícia Judiciária Civil, José Lindomar da Costa, receberam nesta segunda-feira (17/09) documento que informa a não participação dos escrivães da PJC do movimento grevista realizado pelos investigadores desde sexta-feira (14/09).

A presidente do Sindicato dos Escrivães do Estado (Sindepojuc), Genima Evangelista, acrescenta no documento que “a categoria entende que ainda há possibilidade de um acordo referente à tabela salarial, pois as negociações estão no inicio, existindo, inclusive reuniões agendadas”.

Em março de 2006, foi firmado Termo de Acordo entre o Sindicato e o Governo ao final do movimento grevista, com previsão da reestruturação da carreira, que está em tramitação. “Por essa razão, a categoria acredita que o Governo acenará com a finalização do estudo realizado durante todo o restante de 2006, tendo sido retomado em junho deste ano, culminando com a tabela salarial”, declarou a presidente.

A não participação dos escrivães em qualquer movimento grevista foi decidido durante assembléia realizada em 24 de agosto, quando a categoria optou por esgotar todas as possibilidades de negociação antes de aderir a qualquer movimento.

O secretário Carlos Brito acredita que “bom senso e diálogo é o melhor caminho para resolver essas questões e o Governo tem essa posição. A sociedade não pode ser prejudicada e o Sindicato dos Escrivães demonstram essa preocupação”.

Negociações – Na segunda-feira, o secretário de Administração, Geraldo de Vitto Jr, recebeu uma comissão formada por 15 investigadores a fim de tratar da pauta de reivindicações da categoria, que reivindica a reestruturação da carreira e desde sexta-feira realiza a chamada “Operação Tartaruga”. A principal reivindicação é a elevação do piso salarial de nível médio para superior (de R$ 1.370 para R$ 2.330).

O secretário explicou que o Estado está sempre aberto a discussões, mas que não irá dar o passo maior do que pode. “Vamos conversar com a Secretaria de Segurança e com a Diretoria Geral da Polícia Civil para ver o que faremos. É necessário avaliar nossa situação orçamentária”

Foi definido que uma nova reunião entre o Governo e o Sindicato dos Agentes e Investigadores Prisionais (Siagespoc) será realizada na quinta-feira (20.09), às 16 horas, na Secretaria do Estado de Administração (SAD) para que o Estado possa apresentar uma contraproposta à categoria.





Fonte: 24 Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/206674/visualizar/