Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Terça - 26 de Abril de 2005 às 15:24

    Imprimir


O "Projeto Mobilização das Comunidades Indígenas e Ribeirinhas para Gestão da Bacia do Rio das Mortes", integra o programa Petrobrás Ambiental. Elaborado pela Associação Xavante Warã, o projeto será desenvolvido no decorrer de dezoito meses na região do alto e médio rio das Mortes. O lançamento aconteceu neste último final de semana no Botos Restaurante, em Barra do Garças.

O programa da Associação Warã nasce com o objetivo de mobilizar a comunidade em geral para o uso sustentável das águas e para que representantes indígenas e rurais desenvolvam estratégias para o gerenciamento dos recursos hídricos da bacia do rio das Mortes. Com o projeto, a entidade busca, ainda, traçar um diagnóstico etnoambiental da Terra Indígena São Marcos e valorizar o potencial ambiental de toda região de uma das principais bacias hidrográficas brasileiras.

Membros de comunidades indígenas, assentados, posseiros, sertanejos e pequenos produtores de onze municípios do estado de Mato Grosso - Água Boa, Barra do Garças, Campinápolis, Canarana, General Carneiro, Nova Nazaré, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Poxoréo, Primavera do Leste e Ribeirão Cascalheira - serão capacitados por meio de seminários e oficinas.

“Trata-se de uma primeira etapa. Esperamos com esse projeto conscientizar não só o nosso povo, mas, também o branco. É uma iniciativa que tem como objetivo preservar a bacia do rio das Mortes”, disse o presidente da Associação Warã, Hipari Di Top’Tiro, da tribo xavante, afirmando que irá visitar a população das terras indígenas envolvidas no projeto para detalhar o que será feito.

A cerimônia do lançamento oficial do projeto de mobilização, reuniu às margens dos rios Garças e Araguaia, em Barra do Garças, autoridades e de lideranças indígenas de toda a região do Vale do Araguaia.

Além do patrocínio da Petrobras, o "Projeto Mobilização das Comunidades Indígenas e Ribeirinhas para Gestão da Bacia do Rio das Mortes" conta com as parcerias da FUNAI - Fundação Nacional do Índio, Olhar Etnográfico - Instituto de Pesquisa e Documentação Etnográfica, Unemat - Universidade Estadual do Mato Grosso e USP - Universidade de São Paulo.





Fonte: 24 Horas News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/343354/visualizar/