Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Terça - 02 de Março de 2004 às 15:50
Por: Andreia Fontes

    Imprimir


Concluir a pavimentação de 450 quilômetros da rodovia que liga Mato Grosso à Santa Cruz de La Sierra e consolidar a integração entre Brasil e Bolívia. Este foi o principal tema debatido hoje pelo presidente da Assembléia Legislativa, deputado José Riva (PTB) e uma comitiva da Bolívia, entre eles o cônsul boliviano, Edmundo Roca Becke e o deputado Rolando Casteado Saruco.

Os bolivianos pretendem conseguir uma linha de financiamento para conclusão da obra. Diante disso, o presidente Riva propôs uma nova reunião em abril, junto com o governo de Mato Grosso, e representantes da União e da Bolívia. No dia 8 de maio uma outra reunião já está agendada em San Matias.

“Eles (Bolívia) têm duas vias de integração. Uma pelo Mato Groso do Sul e outra via Cáceres, onde faltam 450Km para ligar com o Chile e com Santa Cruz de La Sierra. Eles querem uma linha de financiamento e, por isso, propusemos a presença do governo, união e técnico para uma decisão para a rodovia. Lula já mencionou a possibilidade desta parceria e do Brasil estar beneficiando via BNDES”, lembra Riva.

O deputado cita que embora seja uma via secundária, representa o elo de ligação entre os dois países e tiraria o município de Vila Bela da Santíssima Trindade do “fim de linha”.

O presidente da Assembléia ressalta que a luta pela integração Brasil/ Bolívia não é recente, mas alerta que antes é necessário integrar Mato Grosso ao departamento de Santa Cruz de La Sierra. “Integrar no sentido cultural, econômico e social. Pensar na pavimentação dos 450 Km que falta para que o Brasil possa ampliar seu leque de negócios com a Bolívia. Hoje temos um negócio de aproximadamente U$ 100 milhões entre Brasil e Bolívia e isso pode ser ampliado a cada ano. Temos muito interesse na Bolívia, como no gás e a Bolívia tem interesse nesta integração também”.

Riva lembrou ainda do programa de combate à febre aftosa, setor no qual os dois países já são parceiros. “Mato Grosso tem um programa que serve de exemplo para o Brasil e nós temos exportado isso para a Bolívia”.

No setor política, o parlamentar lembra do intercâmbio Latino Americano, citando que mesmo não estando participando ativamente, já esteve em algumas reuniões. “Amanhã estarei recebendo a bancada da Bolívia para falar sobre estes assuntos que tratamos hoje. O parlamento passa por crise mundial. Executivo é muito forte e o parlamento tem que buscar alternativas de fortalecimento”, reforçou.

Entretanto, Riva afirma que as conversas sobre a pavimentação da rodovia que liga MT à Bolívia é uma conversa inicial, depende de projeto e fontes de recursos. “Não creio que seja resolvido a curto prazo. Até porque o Brasil passa por problemas internos sérios, como a BR 163 em Mato Grosso e tantas outras”, acrescentando que “mesmo assim vamos continuar fortalecendo esta integração econômica, social, política e abrindo novos leques de negociação”.

Bolívia

O Cônsul da Bolívia, Edmundo Roca Beck, afirmou que o país aguarda “a verdadeira integração” para a saída ao pacífico e para que seus produtos cheguem aos mercados europeus.

“Creio que esta integração será um marco histórico, pois deixará de ser uma fronteira para passar a ser apenas uma fronteira geográfica e não de alcances culturais, comerciais e turísticos”, afirmou.

Beck ressaltou que o principal objetivo é a possibilidade de transitar no oceano pacífico, com todas as grandes produções e cereais.




Fonte: Assessoria/AL

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387528/visualizar/