Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 02 de Março de 2018 às 22:50
Por: Folhamax

    Imprimir


A Justiça Federal do Mato Grosso será o primeiro órgão público do estado a instalar sistema próprio de geração de energia solar com a inauguração de sua usina fotovoltaica, no dia 6 de março.

Considerando a Resolução Normativa Aneel nº 482/2012 – que permite ao consumidor brasileiro a possibilidade de gerar sua própria energia a partir de fontes renováveis –, em 2017, o Diretor do Foro Juiz Federal Fábio Henrique Rodrigues de Moraes Fiorenza da Seção Judiciária de Mato Grosso (SJMT) verificou a viabilidade técnica de implantação de usina solar em sua sede.

De acordo com a companhia energética local, a Energisa, a SJMT será a segunda instituição da região em potencial de criação de radiação/energia solar no Mato Grosso, com capacidade de 300 KW, ficando atrás apenas da empresa Santamélia Participações Ltda, cuja atividade econômica é o cultivo de soja no município de Campo Novo do Parecis, no interior do estado, cuja capacidade de geração é de 305 KW.

A usina – O sistema de geração proposto possui o formato de BIPV (Building Integrated Photovoltaic), termo em inglês que significa energia fotovoltaica integrada a edificações. O sistema será instalado de forma a gerar energia e proporcionar cobertura para veículos no estacionamento, diminuindo custos e tornando a estrutura da unidade jurisdicional ainda mais sustentável.

A energia solar fotovoltaica é obtida através da conversão direta da luz em eletricidade. O painel solar reage com a luz do sol e produz energia elétrica (energia fotovoltaica). Os painéis instalados são conectados uns aos outros e então conectados a um inversor solar. Este, por sua vez, converte a energia solar em energia elétrica que pode ser usada para alimentar qualquer equipamento elétrico (TV, computador, ar condicionado, etc.).

O excesso de eletricidade gerado volta para a rede elétrica através do relógio de luz (relógio de luz bi-direcional), o equipamento que faz a medição da energia consumida da rede quando não há sol. A energia solar devolvida à rede gera uma espécie de "crédito de energia" que serão utilizados durante as noites ou nos meses seguintes.

A potência da usina instalada na SJMT será de 345,6 kWp, gerados através de 1080 solares de 320W, distribuídos através de cinco modernos inversores de 50kW.

A posição geográfica do estacionamento também favoreceu a aplicação do sistema, pois se encontra a aproximadamente 35º em relação ao norte verdadeiro, proporcionando maior eficiência ao sistema ao longo de todo o ano.

A previsão média de geração do sistema é de 38083,33 kWh/mês, o que equivale a uma economia de aproximadamente R$ 170.000,00 (cento e setenta mil reais) por ano.

Outras melhorias – Além da instalação da usina solar, a Seccional mato-grossense realizará, na mesma ocasião, a inauguração da nova cobertura do estacionamento e da sala multiuso, que foi reformada.

O estacionamento contará com duas partes: a primeira terá capacidade para 172 vagas, das quais cinco serão voltadas às pessoas com deficiência e nove dedicadas aos idosos. Já a segunda parte contará com 99 vagas.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/427964/visualizar/