Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Quarta - 28 de Março de 2018 às 12:27
Por: Midianews

    Imprimir


Forças de Segurança Pública do Estado realizaram na manhã desta quarta-feira (28) a operação “Panóptico Integrada”, para o cumprimento de 10 mandados de busca e apreensão, em endereços nos bairros Jardim Vitória, Florianópolis, Doutor Fábio, Jardim Brasil, Novo Paraiso, em Cuiabá.

Quatro pessoas foram conduzidas à Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que coordena os trabalhos, com apoio operacional da Polícia Militar, do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer) e policiais civis da Diretoria de Inteligência, Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

A operação tem caráter preventivo e busca coletar dados sobre a facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios, na prática de diversos crimes como tráfico de drogas, crimes patrimoniais (roubos e furtos em residências, comércios e veículos), homicídios, explosão de caixas eletrônicos e outros.

Na ação integrada da Polícia Civil e Polícia Militar foram presos: E.M.B.M., 25 anos, L.B.L., 31, M.A.S., 45, M.S. S., 26.

Com os presos foram apreendidos R$ 3.650 em espécie, possivelmente proveniente do tráfico de drogas, porções de drogas, balança de precisão, celulares e uma motocicleta. Na operação, com uma mulher de 25 anos, foi apreendido um celular com conteúdo ligado a facção criminosa.O secretário de Segurança Pública, Gustavo Garcia, afirma que a segurança pública vai continuar fortalecendo as ações ostensivas da Policia Militar e reforçando as investigações relacionadas as facções criminosas.

Ele ainda acrescenta que o trabalho com a Sejudh no apoio as ações operacionais e informações para subsidiar a administração penitenciária nas tomadas de decisões.

“Trabalhamos em conjunto com a Sejudh 24 horas por dia de segunda a segunda. Não vamos admitir nenhuma intercorrência relacionada as facções criminosas. Precisamos do apoio de todos para vencer esse câncer que assola o país”.

“Três das pessoas presas estavam com tornozeleiras o que mostra a reincidência dos criminosos. O papel da segurança pública, através do trabalho integrado PM e PJC e tentar mais uma vez tirar essas pessoas de circulação e diminuindo a possibilidade de ações criminosas ligadas a facções. A operação é importante e de extrema relevância social”, afirmou o subchefe de Estado Maior Geral da Polícia Militar, coronel Henrique Correa da Silva Santos.

"Uma das presas, segundo o delegado Luiz Henrique Damasceno, é uma suposta voz da facção no Jardim Florianópolis. "Foi possível identificar uma conversa dela com presidiários e fotos de cartões de crédito para saque de dinheiro. Esses dados serão extraídos pela perícia", disse o delegado, que acrescentou o trabalho de investigação em identificar e conter essas pessoas. “Foram colhidas informações importantes, agora vamos apurar”.

As ordens judiciais foram expedidas pela Vara do Crime Organizado. Todos os presos serão autuados em flagrante por tráfico de drogas e organização criminosa.

O nome Panóptico significa construção, cuja estrutura faz com que se consiga observar a totalidade da sua superfície interior a partir de um único ponto. O termo foi utilizado pelo filósofo e jurista inglês Jeremy Benthan em 1785, para designar um modelo de penitenciária ideal.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428194/visualizar/