Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Sexta - 08 de Outubro de 2021 às 06:41
Por: Pedro Felix

    Imprimir


Não acredite em religião, ela serve apenas para tirar dinheiro do seu bolso, transferindo para padres e pastores ricos que contam apenas uma parte da bíblia ligada a filosofia da prosperidade de São Tomás de Aquino, fé exagerada cheira mal, mas enriquece estes vendilhões do templo.

Ninguém salva ninguém, é você que é o tutor da sua vida. Pense se o Deus hebraico salva as pessoas, porque as igrejas estão localizadas principalmente em locais de eternos pobres e desvalidos. Onde residem a maioria dos pastores e padres que você conhece?

São elas, as igrejas grandes lojas que vendem desde a fé, a outras “bugigangas” religiosas, que fazem a festa dos comerciantes. Pense em Santo Agostinho.

Desconfiem de políticos que pregam a justiça com as armas, pois o pensamento bélico no Brasil, só tem aumentado a violência e morte de pobres negros, índios e homossexuais e, ao invés de acabar com ela, só servem para aumentar as notícias de jornais policiais.

.

Não vote em pessoas que tem propostas mágicas, como o fim da miséria e relação direta com presidentes de bairros, religiosos, bem como pseudolideres locais. Seu voto vai servir apenas para que aqueles, consigam cargos comissionados neste ou naquele governo ou recebimento de dinheiro ilícito durante as eleições.

Fé exagerada cheira mal, mas enriquece estes vendilhões do templo

Muito cuidado com aqueles que lhe entregam comida de graça fora do anonimato, pois eles vêm te cobrar a fatura depois em “voto de cabresto”.

Observe de forma reflexiva antes de tomar uma atitude. Duvide sempre, não assimile qualquer informação antes de pensar duas vezes. A propaganda sempre é enganosa, ela esconde os efeitos colaterais.

As notícias em forma de propagandas escondem práticas que beneficiam apenas grupos internos, vendem realidades paralelas pois são construídas para iludir o fraco reflexivo. Elas são veiculadas por órgãos competentes direcionados a convencê-lo (a) de que está tudo certo, ou que o errado é sempre o outro, dentro da visão maniqueísta de “a galerinha do bem contra a galerinha do mal”.

Seja você, mesmo que isto te deixe em grupos menores de convivência, você pode estar até dentro de um estádio de futebol, achando que faz parte de um grupo, e ao chegar em casa o sentimento de solidão permanece, pois seus problemas ninguém resolve, a não ser psicólogos , mesmo assim se você tiver dinheiro.

Raposas em pele de cordeiro tem “afua” por aí. Fica esperto.

Pedro Felix é bacharel em Direito e historiador.



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/artigo/4094/visualizar/