Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Segunda - 03 de Dezembro de 2018 às 09:15
Por: Michelle Leite de Barros

    Imprimir


Há certas coisas que têm sido difíceis de ouvir e/ou ler, mas não é de hoje. Tentar desconstruir pensamentos machistas é uma tarefa árdua e exige muita paciência para aquelas que, felizmente, estão com a cabeça no século XXI, que por coincidência é o nosso atual.

Mulher não nasce para ser mãe, a menos que ela queira. Mulher não nasce para ficar em casa, a menos que ela queira. Mulher não nasce para casar com homens, a menos que ela queira. Se a sua forma de pensar é diferente disso, tenho péssimas notícias: você é machista.

Mas eu não te culpo, porque fomos criadas dessa forma, achando que mulheres devem seguir as regras que lhes são impostas desde criança. “Menina, senta como mocinha”; “Menina, pare de jogar futebol, está parecendo um menino”; “Menina, você tem que aprender a cozinhar”. Menina, você está sendo reprimida, sabia?

Um mundo sem machismo é um mundo bem mais reconfortante não só para mulheres, mas para os homens

Mães e pais, se vocês têm uma filha menina, ensinem a elas que a Maior Artilheira da História da Seleção Brasileira (contando a masculina e a feminina) é uma mulher, se chama Marta. Então, elas podem e devem jogar futebol se quiserem. Mães e pais, se vocês têm um filho menino, ensinem a eles que há no mundo todo grandes chefs de cozinha homens. Então, eles podem e devem cozinhar se quiserem.

Criar seres humanos menos machistas não é fácil no mundo em que vivemos, mas é tão mais seguro. É muito mais tranquilo quando você sabe que sua filha não vai achar normal um homem tentar “passar a mão nela”, é muito mais tranquilo quando sua filha não vai achar normal um homem empurrá-la porque estava “nervoso”, é muito mais tranquilo quando sua filha não vai achar normal um homem quebrar objetos porque “ela o deixou com ciúmes”.

Um mundo sem machismo é um mundo bem mais reconfortante não só para mulheres, mas para os homens. Não percebeu? Feministas não são suas inimigas, são mulheres tentando abrir seus olhos de que muitos crimes podem diminuir as ocorrências pelo simples fato de não tratarmos mulheres como seres inferiores. Precisamos tratar o machismo como o maior e pior retrocesso que ainda existe e não cabe mais no mundo, porque não vamos mais aceitá-lo.

Se você é uma pessoa que não aguenta mais ver mulheres sendo agredidas por seus companheiros, não aguenta mais ouvir relatos de mulheres que morreram pelas mãos de seus parceiros, pare de inflamar discursos machistas por aí. Inflame igualdade, amor e respeito.

Nós, feministas, estamos do seu lado, e não do lado ruim. Quando realmente perceber isso, vai ver quão mais seguro é tentar combater o machismo e deixar o respeito tomar conta da situação.

MICHELLE LEITE DE BARROS é advogada em Cuiabá.



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/2311/visualizar/