Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Sábado - 24 de Outubro de 2020 às 07:58
Por: Benedito Figueiredo Junior

    Imprimir


Sabemos que a prevenção ainda é a palavra de ordem quando o assunto é câncer de mama. Mas, quando o câncer de mama necessita de um tratamento mais agressivo como a retirada total da mama (mastectomia) ou parcialmente, a reconstrução de mama vem como um acalento.

E com essa cirurgia com a colocação da prótese de silicone em alguns casos, a mulher tem de volta a sua autoestima e da sua feminilidade, mutilada com a retirada da mama.

O melhor momento para se fazer a reconstrução é o médico que acompanha a paciente que vai dizer. Alguns médicos preferem esperar pelo laudo definitivo da biópsia e indicar a reconstrução tardia, ou optam por recolocar já na retirada da mama.

Tanto pode ser feito o enxerto de gordura para correção de defeitos menores, ou até mesmo o uso da prótese de silicone. O objetivo é restaurar o volume da mama afetada, para que pareça bem natural.

Sabemos que a prevenção ainda é a palavra de ordem quando o assunto é câncer de mama

Há casos ainda que pela extensão da deformidade, seja necessário utilizar pele e músculos saudáveis da própria paciente, associado ao uso de próteses de silicone, para atingir um resultado dentro do esperado pela paciente.

Vale lembrar que todas as mulheres devem sempre fazer visita ao ginecologista pelo menos uma vez por ano. Porque como comecei falando em prevenção, se o câncer é descoberto no início o tratamento é mais eficaz e às vezes com a quiomioterapia e a radioterapia a doença regride e não há necessidade de passar por uma mastectomia.

Esse alerta do ‘Outubro Rosa’ tem que ser levado a sério. O câncer de mama é segundo tipo que mais acomete brasileiras, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino.

Não entre nessa estatística. Faça o exame do toque e um check up de saúde regularmente.

Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico.



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/3383/visualizar/