Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Quarta - 29 de Dezembro de 2010 às 15:23
Por: Mario Eugenio Saturno

    Imprimir


Todos nós imaginamos a imagem de Jesus como alguém sério, no máximo sereno. Mas, vou revelar minha crença pessoal, Jesus era espirituoso e festeiro. Quero fazer uma reflexão, aproveitando a época festiva do Ano Novo e férias. Veja os exemplos de Jesus e até um ateu pode seguir a Jesus, ao menos o Cristo festeiro, que celebrava a vida em todas as ocasiões.

E desde menino, conforme atesta Lucas: o menino ia crescendo, seus pais iam todos os anos a Jerusalém para a festa da Páscoa (festa, viu só?). Aos doze anos, perderam-no. Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. E todos estavam maravilhados da sabedoria de suas respostas (Lc 2, 40-47). Foi para aprender, acabou ensinando.

Para iniciar seu apostolado (do grego apostolai, que significa, enviar), Jesus vai ao deserto. E, após Jesus jejuar por 40 dias e ser tentado, o demônio o deixou, e os anjos aproximaram-se dele para servi-lo (Mt 4,11).

E onde e qual foi o primeiro milagre de Jesus? Nas bodas de Cana, quando Cristo, a pedido de Maria, converteu água em vinho, não um qualquer, mas o melhor. Um detalhe, Jesus usou seis talhas de pedra usadas para as purificações dos judeus (percebeu a sutileza?), que continham cada qual duas ou três medidas. E, pelo testemunho de João, deveria ser um vinho bastante alcoólico já que o chefe dos serventes disse ao noivo: é costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora (Jo 2,1-10). Em tempo, vinho simboliza alegria e vida.

Jesus convida um cobrador de impostos para ser apóstolo, Levi Mateus, que fez o que? Um banquete com muitos cobradores de impostos e pecadores. Mas Jesus também foi convidado por fariseus e recebido em banquete, vide Lucas (7,36 e 11,38).

E quando foi a Jericó, convidou-se a ficar na casa do pior pecador (poderia ser você ou eu): Zaqueu, o chefe dos recebedores de impostos, que, curioso, procurava ver quem era Jesus, subiu a um sicômoro para o ver, ao que Jesus disse: Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa. Ele desceu a toda a pressa e recebeu-o alegremente. E ainda declarou: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres (Lc 19,1-9). E haja festa!

E quando não teve ninguém para fornecer um banquete, Jesus mesmo realizou um milagre, da multiplicação dos pães e peixes (Mc 8). Jesus ainda celebrou a Páscoa (Lc 22). E só foi reconhecido pelos discípulos de Emaús, após sua ressurreição, quando Jesus partiu o pão (Lc 24).

Enfim, diziam de Jesus: É um comilão e beberrão, amigo dos publicanos e dos devassos (Mt 11,19). Leia e Bíblia e descubra outras passagens. Portanto, comemorar é seguir os exemplos de Jesus Cristo, comedidamente, sem estresse, nem depressão. Boa festa, bom ano!


Mario Eugenio Saturno
é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), professor universitário e congregado mariano. (mariosaturno@uol.com.br)



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/814/visualizar/