Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Sexta - 19 de Fevereiro de 2010 às 14:37
Por: Rosana Persona

    Imprimir


Resultados e transferências de tecnologias serão apresentados no seminário da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), no dia 22.02 (segunda-feira), às 14h30, no auditório da Fundaper, no bairro Araés. O pesquisador Valter Martins de Almeida vai abordar em sua palestra a cultura do feijoeiro comum, avaliação de genótipos para o Estado de Mato Grosso conduzidos no sistema irrigado e de sequeiro. Os resultados já começam a aparecer e está em processo de aprovação e inclusão sete novas cultivares de feijoeiro, que podem fazer parte da lista de recomendação para o sistema de plantio pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo Martins, as pesquisas foram desenvolvidas nos municípios de Tangará da Serra, Primavera do Leste e Campo Novo do Parecis no sistema de plantio irrigado. O plantio de sequeiro foi realizado em Sinop, Cáceres, Tangará da Serra e Apiacás. As cultivares que estão na lista para aprovação são: BRS Estilo e BRS 9435 Cometa do grupo comercial de feijão carioca; BRS Campeiro, BRS Grafite, BRS 7762 Supremo e BRS Esplendor do grupo de feijão preto e BRS Radiante do grupo manteigão rajado.

Outro palestrante será o pesquisador Hortêncio Paro, que apresentará o boletim informativo com resultados das unidades de observação de trigo de sequeiro e irrigado, novas variedades e as ações do Pró Trigo no Estado. Conforme o trabalho realizado no ano de 2009, Hortêncio mostra que no município de Primavera do Leste, localizado a uma altitude de 600 metros, foram testadas 11 variedades para trigo irrigado. A variedade Supera atingiu uma produtividade de 89,3 sacas por hectare e a Quartzo chegou a 87,8 sacos por hectare.

Em Mato Grosso existem cerca de 300 equipamentos de irrigação, numa área de aproximadamente 40 mil hectares. Sendo assim, o trigo seria uma opção para quebra do ciclo da ferrugem asiática, doença branca e a redução da população do nematóide galha.

O seminário é uma iniciativa da Diretoria de Pesquisa da Empaer que busca uma gestão compartilhada com transparência e foco em resultados. A coordenadora de pesquisa, Maria José Mota Ramos fala que o seminário tem uma proposta inovadora e estratégica com objetivo de estabelecer planejamento a curto, médio e longo prazos, maximizando o desempenho dos pesquisadores. O auditório da Fundaper está localizado na Rua Américo Salgado, nº. 1032, no bairro Araés. Outras informações 3613 1709 (coordenadoria de pesquisa).






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/142471/visualizar/