Publicidade

Publicado em Quarta - 27 de Abril de 2022 | por Onofre Ribeiro

Por uma mídia humanizada

Nunca saiu boa coisa num país onde o ódio sai de dentro dos palácios e dos partidos da política e invade a casa das pessoas comuns. Nenhum país saiu-se bem quando as salas de aula viraram palanques políticos para o cultivo do ódio e de pregações políticas ou ideológicas. Nos anos 1960 os Estados Unidos viram suas salas de aula virarem altares de comício racial.

Leia mais...

Por uma mídia humanizada

Publicado em Terça - 26 de Abril de 2022 | por Onofre Ribeiro

Nunca saiu boa coisa num país onde o ódio sai de dentro dos palácios e dos partidos da política e invade a casa das pessoas comuns. Nenhum país saiu-se bem quando as salas de aula viraram palanques políticos para o cultivo do ódio e de pregações políticas ou ideológicas. Nos anos 1960 os Estados Unidos viram suas salas de aula virarem altares de comício racial.

Leia mais...

A (des)harmonia dos poderes

Publicado em Terça - 26 de Abril de 2022 | por Victor Humberto Maizman

E, para que o critério harmônico da República possa prevalecer, há necessidade de que seja resguardado o sistema de freios e contrapesos, consagrado pelo pensador francês Montesquieu em sua obra “O Espírito das leis”.

Leia mais...

Negócios ao vivo e em cores

Publicado em Segunda - 25 de Abril de 2022 | por Luciano Vacari

Analisando os números, surpreende a movimentação de pessoas e de dinheiro. O Show Safra 2022, realizado no município de Lucas do Rio Verde (MT) gerou R$ 8,5 bilhões em negócios, segundo seus organizadores. Assim como a maioria dos grandes eventos, o Show Safra ficou suspenso por dois anos e voltou batendo recorde de público e negócios.

Leia mais...

O caso das “escolas fakes”

Publicado em Segunda - 25 de Abril de 2022 | por Luiz Henrique Lima

Essencialmente, o anúncio da liberação de recursos do orçamento da União, alocados mediante emendas parlamentares constantes da aberração alcunhada de “orçamento secreto”, destinados à construção de escolas por determinados municípios, que recebem as transferências federais nas suas contas correntes bancárias.

Leia mais...

Perdoe os outros

Publicado em Domingo - 24 de Abril de 2022 | por Francisney Liberato Batista Siqueira

Já que amnésia não é o caso em questão, é irracional dizer que vamos apagar da nossa memória o que as pessoas fizeram de errado conosco, por isso, perdoar é se lembrar, mas não permitir que a lembrança nos fira, machuque ou nos faça sofrer.

Leia mais...

Heróis. Quem precisa deles? Se não nós!

Publicado em Domingo - 24 de Abril de 2022 | por Lorena Dias Gargaglione

Tributar é o marco do abandono do estado natural, definido por Thomas Hobbes, consiste no pagamento de pecúnia para o financiamento do Estado democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça, como se exprime do preâmbulo da Constituição Federal/88. Nada mais!

Leia mais...

Você é parte da mudança

Publicado em Sábado - 23 de Abril de 2022 | por Caiubi Kuhn

O fato de se dispor ao debate exige também a necessidade de compreender e saber rebater o contraditório. No final tudo isso acaba caindo na dita democracia e na construção diária do mitológico tratado social que rege nossa sociedade.

Leia mais...

Esperar e esperançar

Publicado em Sábado - 23 de Abril de 2022 | por José Pedro Rodrigues Gonçalves

É disso que se trata este texto onde pretendo colocar um pouco de luz sobre o que nos aguarda se ficarmos em uma passividade acomodada como se, no mundo e na nossa vida, tudo estivesse certo, tranquilo e perfeito. Entretanto, não é preciso fazer nenhum esforço para perceber onde nos metemos. Estamos mergulhados em um mundo de problemas criados e incentivados pelos próprios seres humanos.

Leia mais...

Agora, que faço eu da vida sem você?

Publicado em Sexta - 22 de Abril de 2022 | por Raul Tibaldi

Algumas delas são tão próprias do desenvolvimento humano e de mudanças de ciclos, que o suporte social nesses momentos tende a torná-las relativamente mais fáceis. Perdemos o agradável conforto intrauterino, os dentes da frente, a companhia da família na porta da escola, a virgindade.

Leia mais...